Campinas teve lotação na 13 de maio quando o comércio foi aberto.
Divulgação/Prefeitura de Campinas
Campinas teve lotação na 13 de maio quando o comércio foi aberto.


O prefeito Jonas Donizette (PSB) anunciou nesta sexta-feira (17) que a Região Campinas continua na fase vermelha (primeira) do Plano São Paulo. O governador João Doira  (PSDB) vai anunciar a mudança em coletiva nesta tarde, mas Jonas já foi comunicado sobre a manutenção da classificação atual.

Com isso, continua permitido apenas o funcionamento de serivços essenciais. Isso vale para Campinas e todas as cidades do Departamento Reginoal de Saúde 7 (DRS-7), que é formado pela Região Metropolitana de Campinas, Região de Bragança Paulista, Região de Jundiaí e Circuito das Águas.

Leia também: Covid-19: Campinas passa de 13 mil casos e confirma 12 mortes

Existia uma expectativa de que o DRS-7 avançasse de fase. Durante a semana passada, Jonas Donizette chegou a dizer que estava convicto de que a região tinha condições de avançar direto para a fase amarela (terceira), sem passar pela fase laranja (segunda).

Segundo o prefeito, nenhuma região vai avançar na reclassificação desta sexta-feira. "Nenhuma região vai progredir de fase no Estado. A única mudança, será uma regressão de fase, de uma área próxima de Campinas. Mas o governador é quem vai anunciar", afirmou o prefeito. 

Transição

A região de Campinas está na fase vermelha desde o dia 6 de julho. Ante disso, no entanto, já havia adotado restrições dentro da fase vermelha, proibindo a abertura de comércios e shoppings, desde o dia 22 de junho.

Conforme o determinado pelo Governo de São Paulo, uma região não pode sair da zona vermelha enquanto estiver com a ocupação de leitos de UTI-Covid acima de 80%. A DRS de Campinas teve uma variação entre 79% e 82% durante esta semana. 

    Veja Também

      Mostrar mais