ACidade ON

Leitos exclusivos para covid-19 em Campinas


A Prefeitura de Campinas vai liberar a partir desta quinta-feira (30) as cirurgias eletivas - sem urgência - em hospitais públicos e privados da cidade. Os procedimentos estão suspensos desde março, quando a quarentena para enfrentamento do novo coronavírus foi imposta na cidade.

O objetivo foi desocupar leitos em hospitais para o atendimento de casos de covid-19. Desde o início da pandemia, a Prefeitura e o governo do Estado reforçaram a estrutura de leitos de UTI e enfermaria para atender o aumento da demanda de casos do novo coronavírus. Um hospital de campanha foi construído e unidades de pronto-atendimento foram adaptadas para virarem "covidários".

A ocupação de leitos chegou a saturar em Campinas - tanto que alguns pacientes foram enviados para a capital - mas nas últimas semanas diminuiu e estabilizou em cerca de 85%.

Ortopedia

Segundo a Secretaria de Saúde, o maior gargalo de procedimentos que deixaram de ser feitos na quarentena está na especialidade de ortopedia.

"Não é que vamos a partir de amanhã (30) operar todo mundo. A gente vem melhorando dia a dia, a taxa de ocupação vem caindo. A ideia é que a gente possa usar leitos para cuidar de outras coisas", disse o secretário Carmino de Souza em transmissão ao vivo na tarde desta quarta (29).

O decreto publicado nesta quinta também prorroga oficialmente o período da quarentena até o dia 10 de agosto.

    Veja Também

      Mostrar mais