Campinas tem mais de 20 mil casos confirmados por Covid-19.
Carlos Bassan / Pref. de Campinas
Campinas tem mais de 20 mil casos confirmados por Covid-19.


O Governo do Estado reclassificou a Região de Campinas para a fase amarela do Plano São Paulo, conforme anunciado pelo prefeito Jonas Donizette (PSB) , em live realizada nesta sexta-feira (07). Com isso, bares, restaurantes e salões de beleza serão autorizados a realizar atendimento presencial. O decreto que regulamenta a nova fase será públicado no sábado (08), mesmo dia em que entra em vigência. As atividades liberadas podem, portanto, funcionar a partir de sábado.

"Fui comunicado ontem, ainda durante a live, mas o secretário (Marco Vinholi) pediu que eu aguardasse hoje para fazer essa divulgação. Para ficar bem claro, foi preponderante a parte da retaguarda de Saúde", disse Jonas. “Anuncio a entrada na fase amarela, com todo o cuidado que merece para que a gente possa permanecer e caminhar adiante, retomando as atividades econômicas", completou.

Leia também: Aulas presenciais não devem ser retomadas em setembro

O prefeito alertou que, mesmo com o avanço, os mesmos cuidados que já vinham sendo tomados precisam continuar, uma vez que nem todos os critérios estão sob controle em Campinas, como o número de mortes por exemplo. Hoje, foram registrados 19 novos óbitos, o que elevou para 797 o total de vítimas.

"Nós ainda precisamos diminuir alguns indicadores, como a parte da transmissibilidade e do número de mortes, para que a gente possa estabilizar de vez. A tranquilidade definitiva só vira com a vacinação. Até lá temos que nos precaver", afirmou.

Veja como ficam as regras a partir da publicação do decreto de sábado:

Bares e restaurantes: Podem funcionar presencialmente, seis horas por dia, com 40% da capacidade.

Salões de beleza, clínicas de estética e barbearias: Podem funcionar seis horas por dia, sem ambiente de espera, com 40% da capacidade.

Academias: Podem funcionar seis horas por dia, com agendamento e 30% da capacidade.

Comércio de rua: Passa a funcionar seis horas por dia, com 40% da capacidade, das 10h às 16h de segunda a sexta-feira e das 9h às 15 aos sábados.

Shoppings: Horários diferentes por unidade. Iguatemi, Galeria, Unimart, Espaço Ouro Verde e Jaraguá funcionarão das 12 às 18h.

Parque D.Pedro, Parque das Bandeiras, Campinas Shopping e Prado Boulevard funcionarão das 15h às 21h.

Aos finais de semana, todos funcionam das 12 às 18h. Cinemas continuam sem funcionar, mas praças de alimentação retomam as atividades, com a condição de obedecer o horário de funcionamento dos shoppings.

Escritórios: Podem funcionar por seis horas, sem filas.

Outras novidades são as liberações de cursos livres por seis horas e retorno das aulas de direção nas autoescolas. Templos religiosos serão permitidos a receber fiéis com mais de 60 anos, mas o decreto determina uma recomendação para que essas pessoas se resguardem. Haverá também uma reabertura gradual dos parques, a partir do dia 15 de agosto.

    Veja Também

      Mostrar mais