Mercado foi interditado na região central de Campinas.
Divulgação
Mercado foi interditado na região central de Campinas.


Um mercado da região central de Campinas foi interditado na última quinta-feira (27), durante ação integrada de fiscalização da Força-Tarefa Covid-19 , coordenada pela Vigilância Sanitária, do Departamento de Vigilância em Saúde (Devisa). A Defesa Civil, o Procon (Departamento de Proteção ao Consumidor), a Secretaria de Planejamento e Urbanismo (Seplurb), o Setec (Serviços Técnicos Gerais) e a Guarda Municipal também participaram da operação.

De acordo com a Prefeitura, o mercado foi interditado por apresentar “risco iminente à saúde pública, por aglomeração e falta de controle de fluxo de pessoas”. Além disso, o estabelecimento já havia sido autuado em outras oportunidades, portanto era reincidente. A reabertura será permitida caso as adequações recomendadas sejam feitas pelo dono.

Leia também: Com 14 novas vítimas, Campinas passa de 1 mil mortes por Covid-19

A ação também multou outros dez mercados e supermercados por falta de controle do fluxo de pessoas. As autuações prevem a cobrança de multa de 400 UFICs (Unidades Fiscais de Campinas), o que equivale a R$ 1.446,44. Em caso de reincidência, a multa dobra.

Fiscalização

Cinco equipes de fiscalização inspecionaram 21 mercados durantequinta-feira, para verificação do cumprimento de medidas, tais como:

- controle de fluxo de pessoas de forma a limitar o número de clientes
- uso de máscaras de proteção por clientes e funcionários
- ausência de aglomeração e fluxo intenso de pessoas
- demarcação no piso para garantir o distanciamento entre os clientes
- disponibilização de álcool em gel e fornecimento de máscaras em número suficiente para os funcionários
- cuidados com a higienização dos ambientes, entre outros, conforme previstos nas legislações vigentes e protocolos sanitários do município de Campinas.

    Veja Também

      Mostrar mais