Alunos da escola municipal do Parque Oziel, durante entrega de kits de material escolar, em fevereiro, antes da pandemia.
Fernanda Sunega
Alunos da escola municipal do Parque Oziel, durante entrega de kits de material escolar, em fevereiro, antes da pandemia.


O prefeito Jonas Donizette (PSB) apresentou, nesta segunda-feira (31), o planejamento para a retomada das aulas presenciais em Campinas , no dia 8 de outubro, caso as metas do Plano SP sejam atingidas. Em transmissão com a participação da secretária de Educação, Solange Pelicer, e do secretário de Saúde, Carmino de Souza, foi anunciado que a rede municipal deve retomar as atividades apenas para alunos do 5º e do 9º ano.

“Quintos e nonos anos são finais das etapas: o 5º ano do Fundamental I e o 9º ano do Fundamental II. Nonos anos vão para o ensino médio ano que vem, para colégios técnicos, então priorizamos que tenham aula diariamente. Eles serão divididos nas salas, respeitando o distanciamento, e terão aulas presenciais todos os dias. Os quintos anos também, muitos deixam a rede municipal para ir à estadual”, explicou Pelicer durante a coletiva.

Leia também: Covid-19: Campinas chega a 27.673 contaminados e 1.018 óbitos

O retorno, no entanto, será facultativo. Os pais que quiserem seguir com os filhos estudando à distância podem fazer essa opção. De acordo com o plano, os demais anos do ensino fundamental continuariam sem atividades presenciais, com eventuais deslocamentos até a escola para retirar materiais. No ensino infantil, a Prefeitura planeja autorizar a volta de alunos de 4 e 5 cinco anos.

Diferenças nas redes particular e estadual

As escolas da rede de ensino particular precisam seguir a regulamentação definida para o ensino infantil, sem permitir a presença de menores de 4 anos. Já em relação ao ensino fundamental, os colégios privados não terão que seguir a determinação de retomar atividades presenciais apenas para 5º e 9º ano, regra válida para a rede municipal.

Na rede estadual, que inclui todo o Ensino Médio de Campinas, os critérios também serão diferentes. Conforme o determinado pelo governo João Doria, a primeira fase da retomada será feita com rodízio e presença de 35% dos alunos de cada classe.

Pesquisa

A Prefeitura abrirá nesta terça-feira (1) uma consulta pública para saber a opinião dos pais. Em um formulário online, os pais de alunos da Rede Municipal de Ensino de Campinas poderão informar se concordam ou não com a volta às aulas e se pretendem enviar seus filhos às aulas presenciais. 

Expectativa

O planejamento da Prefeitura de Campinas será colocado em prática no dia 8 de outubro, desde que a meta do Plano São Paulo seja cumprida. O Governo do Estado determina que todas as regiões paulistas precisam permanecer 28 dias na fase amarela para que as aulas presencias sejam autorizadas.

    Veja Também

      Mostrar mais