Alunos da escola municipal do Parque Oziel, durante entrega de kits de material escolar, em fevereiro, antes da pandemia.
Fernanda Sunega
Alunos da escola municipal do Parque Oziel, durante entrega de kits de material escolar, em fevereiro, antes da pandemia.


O prefeito Jonas Donizette (PSB) anunciou nesta segunda-feira (14) que a retomada de aulas presenciais nas escolas de Campinas será autorizada apenas a partir do dia 7 de outubro. A proibição do retorno às aulas terminaria nesta terça (15), mas a administração reavaliou a situação e optou por estender o prazo.

A decisão é válida para as redes municipal, estadual e particular de Educação. A partir do dia 6 de outubro, a rede municipal retomará as aulas presenciais apenas para classes do 5º e do 9º ano, e cabe aos pais escolherem se vão ou não enviar seus filhos. Aqueles que preferem seguir no ensino remoto, podem continuar assistindo às aulas de casa.

Leia também: Com mais 5 vítimas fatais, Campinas tem 1.125 óbitos

“Apenas para lembrar que a gente fez uma consulta aos pais e cerca de 80% dos pais disseram que não enviariam os filhos para as aulas mesmo se retornasse. Temos casos de lugares que voltaram e não tiveram problemas, e casos que voltaram e tiveram problemas”, disse o prefeito em transmissão ao vivo que contou com a participação da secretaria de Educação, Solange Pelicer.

Já as escolas das redes particular e estadual podem escolher se querem voltar a receber os alunos em outubro. O termo de estabelecimento responsável, exigido para lojas e restaurantes, também terá que ser apresentado pelas escolas particulares.

Vejas as regras estabelecidas pelo protocolo de volta às aulas:

- As escolas devem ser higienizadas várias vezes ao dia, inclusive carteiras e maçanetas.

- Distância de 1,5 m entre as carteiras.

- Cada aluno da rede municipal vai ganhar um kit, com duas máscaras, álcool gel e garrafa de água

- Aferir temperatura corporal dos alunos

- Higienizar as mãos e as mochilas.

- Merenda será distribuída como prato feito.

- Funcionários terceirizados deverão seguir os mesmos protocolos de segurança.

- Transporte escola terá que obedecer às regras de higienização e medir temperatura dos alunos

    Veja Também

      Mostrar mais