Desinfecção nas ruas de Campinas para combater o novo coronavíurs.
Divulgação/Exército Brasileiro
Desinfecção nas ruas de Campinas para combater o novo coronavíurs.


A Secretaria de Saúde de Campinas confirmou, em boletim divulgado no início da tarde desta terça-feira (22), mais 13 vítimas fatais da Covid-19, o que eleva o total de mortes para 1.196. Forma registrados, ainda, 170 novos contaminados pelo novo coronavírus. Com isso, o número de casos confirmados sobe para 31.962, mas 30.190 pessoas já se recuperaram.

Das 13 vítimas, nove tinham doenças prévias e quatro não. Deste total, três tinham entre 80 e 89 anos; três entre 70 e 79 anos; duas entre 60 e 69 anos, três entre 50 e 59 anos; e dois entre 40 e 49 anos.

Leia também: Inadimplência tem crescimento durante a pandemia em Campinas

Veja os números divulgados nesta terça-feira (22):

- 1.196 mortes (13 novas)
- 17 mortes em investigação (1 a menos)
- 31.692 casos confirmados (170 novos)
- 569 casos em investigação (mesmo número de segunda-feira)
- 63.415 casos descartados (710 novos)
- 30.190 pessoas recuperadas (163 novas)
- 306 internadas (mesmo número de segunda-feira)
- 270 em isolamento domiciliar (6 a menos)

Veja os detalhes sobre as novas vítimas confirmadas:

– Homem, de 52 anos, que tinha comorbidades. Morreu no dia 15 de setembro em hospital público. O exame foi feito no laboratório do Instituto Adolfo Lutz.

– Homem, de 84 anos, que tinha comorbidades. Morreu no dia 16 de setembro em hospital privado. O exame foi feito em laboratório privado.

– Homem, de 68 anos, que tinha comorbidades. Morreu no dia 18 de setembro em hospital público. O exame foi feito no laboratório do Instituto Adolfo Lutz.

– Mulher, de 78 anos, que não tinha comorbidades. Morreu no dia 18 de setembro em hospital público. O exame foi feito no laboratório do Instituto Adolfo Lutz.

– Mulher, de 82 anos, que tinha comorbidades. Morreu no dia 18 de setembro em hospital público. O exame foi feito no laboratório do Instituto Adolfo Lutz.

– Homem, de 84 anos, que não tinha comorbidades. Morreu no dia 19 de setembro em hospital público. O exame foi feito no laboratório do Instituto Adolfo Lutz.

– Homem, de 67 anos, que tinha comorbidades. Morreu no dia 19 de setembro em hospital privado. O exame foi feito em laboratório privado.

– Homem, de 45 anos, que não tinha comorbidades. Morreu no dia 19 de setembro em hospital público. O exame foi feito no laboratório do Instituto Adolfo Lutz.

– Homem, de 59 anos, que tinha comorbidades. Morreu no dia 19 de setembro em hospital público. O exame foi feito no laboratório do Instituto Adolfo Lutz.

– Homem, de 47 anos, que tinha comorbidades. Morreu no dia 20 de setembro em hospital público. O exame foi feito no laboratório do Instituto Adolfo Lutz.

    Veja Também

      Mostrar mais