Aranha gigante na mostra Medos & Nojos.
Divulgação
Aranha gigante na mostra Medos & Nojos.


Quem entrar no saguão do Centro de Convivência de Campinas (CCC) entre sábado (10) e segunda-feira (12), feriado de Nossa Senhora Aparecida, vai se deparar com barata e aranha gigantes , um rato mutante , uma onça queimada , entre outras surpresas preparadas pelo bonequeiro Jésus Sêda , criador da mostra Medos & Nojos.

É bem provável que você conheça outros animais confeccionados pelas mãos de Sêda, como a cobra Celeste , a gralha Adelaide e o Gato Pintado , bonecos que ele criou para o Castelo Rá-Tim-Bum , série infantil que fez sucesso entre a década de 90 e o início dos anos 2000 na TV Cultura.

Com um propósito diferente das criaturas coloridas que moravam no castelo de Nino, os bichos que estão no CCC estão lá para despertar sentimentos desconfortáveis e provocar uma reflexão sobre a origem deles.

"(A mostra) traz à tona os medos e nojos enraizados, num momento propício para repensá-los e transformá-los, desde o espaço onde habitam e são expostos, para o reconhecimento de que fazem parte da evolução natural", explica Sêda.

“O momento mundial, conectado à covid-19, transformou as intenções, desejos e expectativas do mundo, exigindo um re-olhar de nossas posturas, uma reinvenção. Neste momento entra a arte para acolher e acalmar os espíritos, sem deixar de ser questionadora, de provocar, de trazer à tona novas e velhas raízes”, completa.

Jésus Sêda e a barata gigante criada por ele.
Divulgação
Jésus Sêda e a barata gigante criada por ele.


Você viu?

Ambiente

A experiência fica ainda mais intensa diante do fato de os animais se moverem, pois possuem sensores de aproximação. Além disso, o saguão foi adaptado com cenografia de Jucan Camargo, com assistência de Alexandre Farias.

A mostra ainda tem as mãos de Priscila Martins (coordenadora de elenco), Ana Paula Geremias  (comunicação) Walter Barthman (vídeo e sonorização), Lilian Lazarette (assistência de produção) e Daniel Dias e Gleice Severo (Iluminação).


O saguão do Centro de Convivência está recebendo a mostra antes de começar a passar pela reforma que já foi iniciada em outras partes do local. A expectativa pelo início da obra foi muito grande, pois o CCC, marco cultural da cidade, estava interditado desde 2011.

“É uma transição de momentos, onde a arte deve se manter presente: uma instalação de arte, aproveitando o ambiente desativado, de certa forma nos despedindo desta fase do espaço, para abraçar a nova que virá”, destaca Jucan Camargo.

Confira as informações sobre a mosta:

Instalação e Mostra de Arte “Medos & Nojos”, de Jésus Seda.
Quando: de 10 a 12/10, sexta a segunda, das 9h às 14h.
Onde: Centro de Convivência Cultural (Praça Imprensa Fluminense, s/n. Campinas/SP). A visitação seguirá todos os protocolos de saúde.

Onça queimada na intervenção do CCC.
Divulgação
Onça queimada na intervenção do CCC.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários