ACidade ON

Governador João Doria confirmou avanço de fase.
Governo do Estado de São Paulo/Divulgação
Governador João Doria confirmou avanço de fase.


O governo do Estado anunciou que região de Campinas avança para a fase verde do Plano São Paulo que regulamenta a flexibilização da quarentena no Estado. A informação foi confirmado pelo governador João Doria (PSDB) durante coletiva no Palácio dos Bandeirantes em São Paulo. Além da região de Campinas, avançam de fase as regiões de Piracicaba, Sorocaba, Baixada Santista, Taubaté e a Grande São Paulo.

O prefeito Jonas Donizette (PSB) fará uma transmissão logo mais às 14h onde divulgará as medidas adotadas no município. Na semana passada o prefeito adiantou que as medidas da nova fase de flexibilização já vão começar neste sábado (11), quando deve acontecer a publicação do novo decreto com o relaxamento das medidas.


Desde o começo da pandemia, nenhuma das 22 regiões do Estado havia alcançado à fase verde. A principal mudança da nova fase, e a grande expectativa é para o setor cultural. Após 28 dias na fase, são autorizadas flexibilizações para eventos, convenções e atividades culturais, como capacidade de 60% e público em pé. A liberação também engloba museus, teatros e casas de show. 

Além disso, é previsto o aumento para 60% da capacidade máxima de ocupação dos estabelecimentos localizados em shoppings, comércios de rua, bares, restaurantes, salões de beleza, academias e atividades culturais. Na fase amarela, a capacidade permitida fica entre 30% e 40%, dependendo do setor.   

Regiões de Campinas, Piracicaba, Sorocaba, Taubaté, Baixada Santista e Capital entram na fase verde (Foto: Divulgação Estado de São Paulo)

Outra grande medida esperada será a flexibilização do aumento do funcionamento. Nesta nova fase, o limite de tempo máximo de funcionamento, passa a ser de 12h diárias (atualmente a fase amarela permitia apenas 8h). Já o funcionamento até às 22h em bares e restaurantes não deve se alterar, o serviço se encerra às 22h, com permanência até às 23h, como já era previsto pela Prefeitura de Campinas (Veja mais mudanças abaixo).

PLANO SÃO PAULO

O plano tem cinco fases vai da vermelha, em que são impostas mais restrições, até a azul (o "normal controlado"). A fase verde é chamada de abertura parcial e é a segunda com menos restrições. Campinas estava na Fase Amarela desde o dia 7 de agosto. Até então, nenhuma região do Estado, nem mesmo da Capital, que havia entrado na fase amarela no mês de julho, havia avançado à fase verde.

Você viu?

No final do mês passado em visita à região o governador adiantou que a área de Campinas poderia avançar para a fase verde devido a melhora dos índices da doença no DRS (Departamento Regional de Saúde). Isso ocorreria se os números da região de Campinas continuassem controlados. O avanço acontece após a região permanecer por 62 dias na fase amarela.

JÁ VALE A PARTIR DE SÁBADO

Na semana passada quando houve a sinalização para a mudança de fase Jonas adiantou que a autorização para o avanço já passaria a valer para o final de semana seguinte, 10 e 11 de outubro, que antecede o feriado do dia de Nossa Senhora de Aparecida e Dia das Crianças, na segunda-feira (12).  

CRITÉRIOS PARA PERMITIR O AVANÇO

Entre os critérios para o avanço de fase, são consideradas a diminuição nos casos, internações e mortes em comparação de uma semana com a outra na região.

O DRS precisa ainda manter por 14 dias as taxas de internação abaixo de 40 por 100 mil habitantes e a de mortes em até cinco por 100 mil habitantes. 

VEJA AS REGRAS DA FASE VERDE POR SETOR: 

- Shopping, galerias e estabelecimentos congêneres - Capacidade 60% limitada; Horário reduzido (12 horas); Adoção dos protocolos geral e setorial específico 

- Comércio - Capacidade 60% limitada; Horário reduzido (12 horas); Adoção dos protocolos geral e setorial específico 

- Serviços - Capacidade 60% limitada; Horário reduzido (12 horas); Adoção dos protocolos geral e setorial específico 

- Consumo local (Bares, restaurantes e similares) - Capacidade 60% limitada; Horário reduzido (12 horas): início após às 6h e fechamento antes das 22h, com permanência de clientes até às 23h. Adoção dos protocolos geral e setorial específico

- Salões de beleza e barbearias - Capacidade 60% limitada; Horário reduzido (12 horas); Adoção dos protocolos geral e setorial específico 

- Academias de esporte de todas as modalidades e centros de ginástica - Capacidade 60% limitada; Horário reduzido (12 horas); Adoção dos protocolos geral e setorial específico 

- Eventos, convenções e atividades culturais - Classificação na fase no período anterior de, pelo menos, 28 dias consecutivos; Capacidade 60% limitada; Horário reduzido (12 horas); Obrigação de controle de acesso e hora marcada; Filas e espaços com demarcações, respeitando distanciamento mínimo; Adoção dos protocolos geral e setorial específico.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários