Jonas se posicionou sobre a obrigatoriedade da vacina contra a Covid-19.
Carlos Bassan
Jonas se posicionou sobre a obrigatoriedade da vacina contra a Covid-19.


O prefeito de Campinas , Jonas Donizette (PSB) , se posicionou, durante transmissão ao vivo na manhã desta sexta-feira (23), contra a obrigatoriedade da vacina para Covid-19 . A possibilidade de tornar a aplicação obrigatória foi levantada pelo governador de São Paulo, João Doria, e rechaçada pelo presidente Jair Bolsonaro, ao longo desta semana.

Apesar de concordar com Bolsonaro sobre essa questão, Jonas foi por outro lado ao comentar a polêmica a respeito da CoronaVac, vacina produzida por empresa chinesa que passou por testes na Unicamp.


Você viu?

O presidente disse que não vai comprar a CoronaVac para distribuição no país . Já o prefeito campineiro afirmou que todas as possibilidades precisam ser consideradas

“Nós somos favoráveis à vacina, seja ela de qualquer nacionalidade. Nós estamos em um mundo tão globalizado que as vezes a vacina chinesa tem um componente chinês. Somos a favor da vacina desde que testada e comprovada cientificamente. Nós somos contra a obrigatoriedade”, afirmou Jonas.

“Vamos recomendar para que as pessoas tomem a vacina, mas não cabe a obrigação. Em Campinas, dentro da nossa esfera de autoridade, nossa visão é essa. Tem a questão do direito coletivo e individual, mas não é o caso de você obrigar. Não é você ter uma posição a favor do governador ou do presidente, é uma posição nossa”, completou.

Direito individual

Ao lado do prefeito durante a transmissão, o secretário de Saúde Carmino de Souza reforçou o posicionamento e defendeu o direito individual das pessoas que não quiserem se vacinar.

“A questão da obrigatoriedade é sempre muito difícil, porque ela esbarra no individual. Nenhuma vacina é obrigatória, agora mesmo estamos lutando para que as pessoas venham aos centros de saúde fazer vacinação. Acho que ninguém no mundo hoje deixa de ter a consciência de que a vacina é fundamental no enfrentamento ao coronavírus. Não vamos ter vacina para todo mundo em um primeiro momento, vamos primeiro vacinar os grupos mais vulneráveis”, comentou.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários