Frente fria provoca friozinho fora de época em Campinas
Reprodução: ACidade ON
Frente fria provoca friozinho fora de época em Campinas

 Com máximas que variam entre 25ºC e 28ºC, a cidade de Campinas vem registrando um friozinho fora de época nesses últimos dias. Pesquisadores do Cepagri (Centro de Pesquisas Meteorológicas e Climáticas Aplicadas à Agricultura) da Unicamp afirmam que o clima se deve a uma frente fria, associada a uma massa de ar frio, que chegou à região no final de semana. 

"Para provocar uma queda de temperatura assim, que persiste por alguns dias, é necessária a influência de uma massa de ar frio. As pancadas de chuva/temporais de Verão baixam as temperaturas de forma muito pontual e imediata na hora da chuva", explica o meteorologista Bruno Bainy. 

Segundo ele, nessa época do ano as frentes frias passam com menor frequência e intensidade. "Os ciclones extratropicais associados se formam mais para o Sul e, quando chegam por aqui, as frentes são menos intensas. Em termos médios para o mês de novembro, as temperaturas que estamos experimentando esses dias são mais baixas cerca de três graus", destaca. 

O meteorologista ressalta que, na série histórica de dados de novembro, há episódios marcados por temperaturas mais baixas, inclusive com registros bem inferiores aos dos últimos. No entanto, o que chama a atenção esse ano é a persistência e sequência de dias com temperaturas mais amenas. 

Ainda de acordo com Bainy, o modelo climático do INMET (Instituto Nacional de Meteorologia) indica um novembro mais frio do que a média. 

FRENTE FRIA 

O meteorologista ainda explica que a frente fria que chegou à região no final de semana está associada ao avanço de uma massa de ar frio, de origem polar, que tem certa intensidade e trajetória. De acordo com ele, o casual é que a frente fria passe, provoque chuvas e uma queda acentuada nas temperaturas máximas de forma imediata.  

Você viu?

O normal ainda é que, após a passagem da frente, venha um fenômeno conhecido como anticiclone pós-frontal (centro de alta pressão que coincide com a massa de ar frio), baixando as temperaturas de forma mais intensa nas proximidades de seu centro. 

Esse anticiclone é transiente, ou seja, está em movimento e geralmente passa sobre a região sul do Brasil, às vezes chega até a região sudeste, e depois segue para o oceano e vai deixando de influenciar o tempo na região. 

"Mas nesse caso, a frente fria passou e a massa de ar frio ficou estacionada sobre o oceano Atlântico, a sudeste do Uruguai, e São Paulo ficou na borda dessa massa de ar. Foi isso que provocou os ventos mais intensos, de sudeste, e a queda de temperaturas na região durante o feriadão", argumenta. 

PREVISÃO 

De acordo com os dados fornecidos pelo Cepagri, a previsão para a quinta-feira (5) é de predomínio de sol e temperaturas entre 14ºC e 28ºC. Apesar de um pouco mais de nebulosidade nas primeiras horas da tarde, não são esperadas chuvas.  

Já na sexta-feira (6) a tendência é de predomínio de sol e temperaturas entre 12 e 28ºC. Os indicativos para o final de semana apontam para dias de predomínio de sol, com um amanhecer de sábado com temperaturas baixas, mas com máximas que pode chegar aos 32ºC à tarde.  

"Até sexta-feira esse anticiclone deve deslocar-se um pouco mais para norte, e as temperaturas aqui na região serão influenciadas por ele até a madrugada de sábado. Portanto, o final de semana deve ter temperaturas elevadas, especialmente no domingo, podendo ficar na casa dos 34ºC pela tarde", finaliza Bainy.

"

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários