ACidade ON

Em
Reprodução: ACidade ON
Em "live da verdade", Jonas critica Rafa e diz que não será mais prefeito

O prefeito de Campinas Jonas Donizette (PSB) criticou nesta quinta-feira (12) a campanha eleitoral do candidato Rafa Zimbaldi (PL) , antigo aliado, e também afirmou que não pretende mais ser prefeito no futuro. Segundo ele, esta foi a "live da verdade", anunciada pelo pessebista ontem pelo Facebook.

De acordo com o prefeito, a campanha de Rafa traz mentiras sobre ele e sua gestão. "Você sempre foi cordial comigo, não sei porque está valente na televisão, esse não é você", disse ele. Jonas também afirmou que de fato tem um relacionamento longo com o candidato e que o ajudou a ser líder de governo na Câmara durante seu mandato.

"(Rafa) Queria ser presidente da Câmara e eu falei que meu partido não ia apoiar, mas eu estendi a mão e você virou líder de governo. Você aceitou e foi bom líder. Pediu pra indicar secretário e, que por sinal, foi muito ruim. Demiti em dois meses", disse.

Você viu?


Jonas disse ainda que de fato Rafa não votou na aprovação do aumento do IPTU de 2017, mas que só não fez por ser o então presidente da Câmara. "Se não fosse isso, você teria votado", disse.

LUIZ LAURO FILHO

Jonas disse também que Rafa teve "um chilique" após a ida do ex-deputado federal de Campinas Luiz Lauro Filho para o PSDB , em 2019. "Você denunciou ele e eu tive que comunicar o pedido de arquivamento (do processo) por que ele tinha morrido. Claro, não foi por isso que ele morreu, não gosto de fazer sensacionalismo. Mas dois meses depois que você entrou com o processo, você saiu (do PSDB). Dá para entender?".

Luiz Lauro, que é sobrinho de Jonas, faleceu em maio deste ano aos 41 anos após sofrer uma parada cardíaca em casa. Jonas afirmou ainda que na nota de pesar da morte do deputado feita por Rafa Zimbaldi, não houve citação ao nome dele.

TEREZINHA E ORSI

Ele também criticou os candidatos Artur Orsi (PSD) e Delegada Terezinha (PTB) , dizendo que ambos os criticam pelos cargos comissionados, mas que "não podem falar". Para o restante, falou: "ô turma, vamos parar de brincadeira".

Em relação ao candidato Dário Saadi (Republicanos), ao qual Jonas apoia, não houve críticas, apenas uma "brincadeira". O prefeito afirmou, rindo, que quem vai inaugurar até o final de dezembro a obra do BRT (Bus Rapid Transit) será ele e não o ex-secretário.

SECRETÁRIOS E FUTURO

O prefeito de Campinas afirmou que, independente de quem for eleito neste ano, ele entregará uma carta de renúncia de todo o secretariado atual. "Vou fazer isso no primeiro encontro. Estou dizendo que não existe possibilidade de um terceiro mandato. Isso a partir do início do novo governo (no dia 1º de janeiro)", disse.

Ele disse que foi honroso ser prefeito de Campinas, mas que não pretende concorrer novamente ao cargo no futuro. "A partir do momento que eu transferir o cargo, vou cuidar da minha 'vidinha'. Fui avô recentemente da Julieta", afirmou.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários