Veja tudo o que você precisa saber para votar no domingo
Reprodução: ACidade ON
Veja tudo o que você precisa saber para votar no domingo

Neste domingo (15), os campineiros vão às urnas para escolher o novo prefeito e mais 33 vereadores para a próxima legislatura. Na cidade, De acordo com o TSE (Tribunal Superior Eleitoral), 843,4 mil eleitores devem votar. 

LEIA MAIS
Não lembra o número do título eleitoral? Saiba consultá-lo no TSE 

Você tem dúvidas de como votar na urna eletrônica?
Você sabe o que é o e-Título e suas vantagens durante as eleições?

Devido à pandemia do novo coronavírus, a Justiça Eleitoral elaborou um plano de segurança sanitária com diversas recomendações aos eleitores sobre procedimentos a serem adotados durante a votação.

Neste ano, os itens imprescindíveis para votar são um documento oficial com foto e a máscara, cujo uso será obrigatório a todo o momento nas sessões eleitorais.

A Justiça Eleitoral recomenda ainda que, se possível, o eleitor leve sua própria caneta para assinar o caderno de votação, de modo a evitar o compartilhamento de objetos e a disseminação do novo coronavírus.

Assim como ocorreu em anos anteriores, o eleitor que já fez o cadastro biométrico pode, caso prefira, utilizar o aplicativo e-Título para se identificar, precisando mostrar somente a tela do celular ao mesário. A ferramenta digital dispensa que o eleitor porte qualquer documento em papel. 

Dentro da cabine, também são proibidos máquinas fotográficas, filmadoras, equipamento de radiocomunicação ou quaisquer instrumentos que possam comprometer o sigilo do voto. Esses aparelhos devem ficar retidos com o mesário enquanto o eleitor vota.

Está previsto que a Justiça Eleitoral deverá fornecer álcool gel aos eleitores. O previsto é que também haja álcool 70% disponível para higienização de superfícies.

O QUE NÃO É PERMITIDO

No dia da votação, a legislação eleitoral proíbe a divulgação de qualquer espécie de propaganda de partidos políticos ou de seus candidatos. Também são vedados, até o término do horário de votação, com ou sem utilização de veículos: aglomeração de pessoas portando vestuário padronizado ou instrumentos de propaganda; caracterização de manifestação coletiva e/ou ruidosa; abordagem, aliciamento, utilização de métodos de persuasão ou convencimento; e distribuição de camisetas.

A legislação proíbe ainda: o uso de alto-falantes, amplificadores de som, comícios, carreatas e qualquer veículo com jingles; a arregimentação de eleitor ou a propaganda de boca de urna; o derrame de santinhos e outros impressos no local de votação ou nas vias próximas, ainda que realizado na véspera da eleição; e a publicação de novos conteúdos ou o impulsionamento de conteúdo na internet, podendo ser mantidos em funcionamento as aplicações e os conteúdos publicados anteriormente.

PANORAMA

Em Campinas, 14 candidatos disputam a vaga de Chefe do Executivo. Deste total, os candidatos Dr. Hélio (PDT) e Edson Dorta (PCO) tiveram o registro de candidatura impugnados, mas como recorreram, os nomes ainda devem aparecer nas urnas.

No caso dos vereadores, 943 candidatos estão disputando as 33 vagas do Legislativo campineiro. De todos os concorrentes, a Justiça eleitoral indeferiu a candidatura de 30 pessoas, mas todos ainda podem recorrer.

A CIDADE

Vale destacar que Campinas segue como a segunda cidade do Estado, fora a capital, com maior número de pessoas aptas a votar - 843.433. Perde para Guarulhos, com 872.880.

"

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários