ACidade ON

Campinas bateu recorde de votos nulos.
Antonio Augusto/Ascom/TSE
Campinas bateu recorde de votos nulos.

Os votos nulos bateram os recordes de todas as eleições de Campinas . Neste domingo (29), na disputa do segundo turno, 20,43% anularam o voto, ao invés de votar em Dário Saadi (Republicanos), que acabou eleito, ou Rafa Zimbaldi (PL). 

Dário foi eleito com 57% dos votos válidos - 222.030 votos. Rafa Zimbaldi (PL), seu adversário, terminou o segundo turno com 166.995 votos - um percentual de 42%.


Você viu?

Segundo o TSE (Tribunal Superior Eleitoral), 111.587 eleitores decidiram anular os votos. Os que votaram em branco representaram um percentual de 8,34% - 45.524, o que também foi recorde.

Até então, a eleição que teve o maior número de votos nulos em um segundo turno foi em 1996, quando 56.445 foram até a seção, mas preferiram não votar em ninguém - um percentual de 12%.

ABSTENÇÕES

Além dos brancos e nulos, a cidade também bateu o recorde de abstenções. Na eleição deste domingo, 297.297 campineiros deixaram de votar - um percentual de 35,25%.

No primeiro turno, a cidade também teve recorde de abstenção. Do total de 843,4 mil eleitores, 260.149 não votaram em 2020 - um percentual de 30,84%. 

CONFIRA OS VOTOS BRANCOS E NULOS

2020

Brancos: 45.524 (8,34%)
Nulos: 111.587 (20,43%)

2012
Brancos: 22.195 (3,59%)
Nulos: 49.887 (8,06%)

2004
Brancos: 11.475 (2,13%)
Nulos: 35.108 (6,53%)

2000
Brancos: 15.031 (2,87%)
Nulos: 22.301 (4,27%)

1996
Brancos: 13.882 (2,97%)
Nulos: 56.445 (12,06%)

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários