ACidade ON

Cidades da RMC estão com alta nos casos de Covid-19.
Fernanda Sunega/Prefeitura de Campinas
Cidades da RMC estão com alta nos casos de Covid-19.

A RMC (Região Metropolitana de Campinas) registrou na última semana um aumento de 132,5% nos casos de Covid-19 . Os números foram compilados pelo Observatório da PUC , e fazem a comparação com a semana anterior.

Segundo o laboratório, na última semana, que foi do dia 29 de novembro ao dia 5 de dezembro, foram confirmados 4.800 casos do novo coronavírus na RMC, sendo que na semana anterior, do dia 22 a 28 de novembro, a região somou 2064 registros. Em relação as mortes, o crescimento foi de 33,3% na região, passando de 42 para 56.

Olhando só para Campinas , as altas foram de 98,9% em relação aos casos , e 41% em relação às vítimas fatais . Segundo o levantamento, a cidade passou de 784 casos registrados para 1.560 na última semana. Já as mortes foram de 17 para 24.


A evolução da pandemia, cuja tendência já havia sido apontada nos boletins anteriores, também ocorreu no DRS (Departamento Regional de Saúde) de Campinas, que exibiu taxas de casos e mortes superiores em 110% e 47%, respectivamente. O departamento continua sendo o 2º no Estado em número de casos.  

Você viu?

Segundo a análise dos especialistas, os dados demonstram os expressivos aumentos nos registros de casos tanto no município de Campinas como na região.  

"Muito provavelmente estes casos registrados têm sua data de início de sintomas no mês de novembro. As curvas de casos novos organizadas por data de início dos sintomas divulgadas de prefeitura de Campinas expressam de forma clara esse aumento na incidência de casos novos desde o início do mês de novembro", diz a nota.  

De acordo com o Observatório, os dados divulgados sobre atendimento de sintomáticos respiratórios em unidades de saúde da prefeitura de Campinas apontam que houve aumento de 2% nessa procura entre as semanas anteriores, mostrando aumento em pessoas internadas por síndrome respiratória. No caso das internações, o mesmo foi visto no DRS, que registrou aumento de 22% de pacientes na última semana. 

Para o infectologista do Hospital PUC-Campinas, André Giglio Bueno, as curvas indicam de forma clara o aumento da incidência de novos casos na região, que demonstram que a circulação do vírus permanece intensa, tornando necessária medidas de contenção.  

"Seria essencial que houvesse ações mais contundentes dos órgãos governamentais no sentido de ressaltar a importância das medidas comprovadamente eficazes para evitar as contaminações", afirmou.  

Na última semana, após a reclassificação de toda a região para a fase amarela do Plano São Paulo de flexibilização da quarentena de combate ao coronavírus, o secretário de Saúde de Campinas, Carmino de Souza, afirmou que não havia piora na pandemia na cidade, mesmo com aumento de casos. No entanto, Carmino afirmou que é visto pela saúde público um grande aumento de infectados jovens, que transmitem a doença dentro de casa 

POSIÇÕES  

Procurada, a Prefeitura de Campinas afirmou que quando houve o anúncio do retorno do Estado à Fase Amarela, Campinas não estava entre as cidades que puxavam o aumento de casos na região.  

Em nota, a  Secretaria da Saúde do Estado disse que desconhece a metodologia adotada pelo Observatório da Puc Campinas e, portanto, não pode comentar os dados. A pasta declarou ainda que analisa diariamente o cenário epidemiológico da covid-19 em todo o território, com base nas notificações realizadas por Prefeituras e serviços de saúde públicos e privados, e tua com base no monitoramento e no planejamento da rede, visando salvar vidas e assegurar atendimento igualitário.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários