ACidade ON

FNP cobra Ministrio da Sade e ameaa
Reprodução: ACidade ON
FNP cobra Ministrio da Sade e ameaa "medidas diretas" em relao a vacina


O prefeito de Campinas e presidente da FNP (Frente Nacional de Prefeitos), Jonas Donizette (PSB) , disse, durante transmissão nas redes sociais hoje (11), que os prefeitos que participam da entidade protocolaram um manifesto ao Ministério da Saúde, cobrando uma posição mais clara sobre o processo de imunização da covid-19

Segundo Jonas, é esperado um melhor posicionamento do governo federal em relação ao plano e a compra das vacinas para o país. Ele ainda afirmou que caso isso não seja feito, haverá "medidas diretas" do municípios em relação a vacina- mas não explicou quais essas ações.  

"Fizemos um manifesto bem claro e bem firme em relação a vacina e esperamos agora um posicionamento do governo federal" afirmou, citando que o sistema de imunização do Brasil é um dos melhores do mundo, mas que não está sendo usado corretamente.  


Você viu?

"Não é à toa que várias vacinas vieram fazer testes no Brasil. Isso ocorreu porque temos um sistema de imunização consolidado. Por isso protocolamos um documento que conclamou para o Ministério assumir a responsabilidade na compra da vacina. Não só para o coronavírus, mas de todas as vacinas", acrescentou.  

Segundo Jonas, entre os pedidos foi solicitado uma conversa com Eduardo Pazuello, comandante da pasta, antes de uma decisão mais firme. 

"Nos manifestamos. Pedi audiência com o Ministro da Saúde, estou aguardando, caso isso não aconteça vamos tomar medidas diretas para a questão da vacina, o que eu não gostaria que acontecesse porque não é isso que preconiza todo o nosso sistema de imunização", citou.  

A decisão segundo o presidente da FNP, foi tomada em reunião na quarta-feira (9) após o desenrolar das novas notícias em relação a vacina. Nesta semana, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB) anunciou o plano de imunização estadual , previsto já para o próximo mês.

Produzindo 

Ainda ontem (10), o Instituto Butantan iniciou a produção da CoronaVac , desenvolvida em parceria com laboratório chinês. Pressionada, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) autorizou o uso emergencial de vacina contra covid-19.

Para Jonas, o pedido não é cobrança sobre determinada vacina, mas sim para que o governo tome posição em qualquer que seja.
"Não importa a marca da vacina, o importante é que os brasileiros sejam vacinados pra que a vida possa retomar a normalidade" ressaltou.  

No caso de Campinas, o prefeito afirmou que a cidade já está com tudo pronto para receber a vacina, seja ela qual for a escolhida. Na última semana, o secretário de Saúde, Carmino de Souza, também citou que o município estava já preparado para os protocolos de vacinação.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários