ACidade ON

Drio anuncia mais cinco nomes para secretariado
Reprodução: ACidade ON
Drio anuncia mais cinco nomes para secretariado

Você viu?

O prefeito eleito Dário Saadi (Republicanos) anunciou na tarde desta segunda-feira (28) mais cinco nomes para compor o secretariado do seu governo que começa no dia 1º de janeiro. Entre os indicados, três são servidores de carreira da Administração pública.

O primeiro indicado foi o servidor público Aderval Fernandes Júnior para ser chefe de Gabinete. Ele é concursado há mais de 37 anos e também trabalhou na Presidência da Câmara de Campinas, além de ser ter sido diretor de Serviços Públicos por sete anos. Aderval foi também assessor da Reitoria da Unicamp.

Em seguida, Valter Greve foi indicado para a presidência do Ceasa, onde já estava a frente do cargo há três meses. Ele também foi diretor de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação da IMA (Informática de Municípios Associados S/A) e secretário geral da Presidência da Câmara de Campinas.

Na pasta de Recursos Humanos a servidora Eliane Jocelaine Pereira foi a indicada. Ela estava a frente da pasta de Assistência Social no governo Jonas Donizette desde 2017. Eliane é formada em direito e é especialista em violência doméstica contra crianças e adolescentes pelo Centro Universitário Salesiano de São Paulo (Unisal).

Para a Secretaria de Esportes, onde Dário atuava antes de ser eleito prefeito, foi escolhido o economista e servidor de carreira, desde 2002, Fernando Lourenço Vanin. Nos últimos três meses, ele já atuava como secretário de Esportes e trabalhou com o novo chefe do Executivo por cinco anos.

Por fim, para a pasta de Trabalho e Renda foi indicado o administrador de empresas Gustavo de Tela Ferreira. Ele também trabalhou na pasta de Esportes, como diretor, nas gestões dos prefeitos Magalhães Teixeira e Edivaldo Orsi.

"Essas indicações vão gerar uma economia de R$ 4 milhões para a Prefeitura. Claro que não foi esse o critério (para a indicação), foi a competência. Mas é importante ressaltar que a indicação dessas três pessoas gera uma economia para a Administração. Foi uma feliz coincidência, são pessoas que eu conheço há muitos anos", disse Dário.

Sobre as futuras indicações, Dário disse que as negociações estão adiantadas e que não deve começar o novo governo sem nomear todos os secretários. "Neste ano, por conta da pandemia, tivemos um mês atípico pós-eleição. Tivemos feriado da Padroeira, o Natal. Mas estamos fazendo um esforço muito grande e completar a equipe até o fim do ano", disse.


ATÉ AGORA

No dia 9 deste mês, Dário já tinha confirmado o médico pneumologista Lair Zambon como o novo secretário de Saúde e o urologista Sérgio Bisogni para presidir a Rede Mário Gatti de Urgência e Emergência.

Já no dia 18, ele anunciou que o advogado Peter Panutto se mantém no comando da Secretaria de Assuntos Jurídicos e Manuelito Pereira Magalhães Júnior será o novo presidente da Sanasa (Sociedade de Abastecimento de Água e Saneamento).

Na segunda-feira (21), ele anunciou mais três nomes que vão compor seu secretariado: manteve o atual secretário de Serviços Públicos, Ernesto Paulella, na mesma pasta e também Cristiano Biggi, que foi chefe de gabinete do governo Jonas e que agora será chefe da pasta de Segurança. A novidade é a nomeação de Adriana Flosi que será secretária de Desenvolvimento Econômico, Social e Turismo.

Ele também confirmou que José Tadeu Jorge assumirá a secretaria de Educação e Eduardo Coelho vai presidir a IMA (Informática de Municípios Associados).

Por fim, no dia 23, ele anunciou que Arly de Lara Romêo atual presidente da Sanasa, vai mudar para chefiar a Cohab. Dário também confirmou o advogado e psicólogo Renato Mesquita para assumir a Secretaria de Urbanismo. Eduardo Lima Junior ficará com a presidência da Setec.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários