ACidade ON

Entrega do BRT ainda não tem data definida.
Reprodução
Entrega do BRT ainda não tem data definida.

O prefeito de Campinas , Dário Saadi (Republicanos), afirmou, em transmissão nas redes sociais na segunda-feira (11) , que a entrega total das obras do BRT (Bus Rapid Transit, transporte rápido por ônibus) ainda está sem prazo para ocorrer. 

No final do ano passado, o então prefeito Jonas Donizette (PSB) fez um anúncio para entregar o que ele chamou de obra 100% operacional, apesar de diversos trechos ainda estarem inacabados.

Dário confirmou que ainda faltam três grandes intervenções, como pontes e viadutos, além de pequenos trechos ao longo de toda obra.

"Como falta um trecho pequeno ou outro, a gente achou que não valia a pena colocar nos 100 dias. Mas vamos anunciar em breve", explicou.


Você viu?

De acordo com Dário, um grupo está trabalhando na finalização de um novo cronograma, que será anunciado nos próximos dias.

"Estamos verificando o prazo exato para a entrega das três grandes obras e vamos dar um cronograma em breve", finalizou.

As primeiras intervenções do BRT em Campinas começaram no final de 2017. A previsão inicial era que tudo estaria pronto no início de 2020, mas desde então a finalização da obra vem sofrendo sucessivos adiamentos.

O BRT 

Quando estiver em operação total, os ônibus circularão em faixas exclusivas, separadas do trânsito comum, feitas em pavimento de concreto. Os usuários farão embarque e desembarque pelo lado esquerdo, com acessibilidade, no nível dos ônibus. Os veículos serão articulados, com ar-condicionado. A tarifa será paga antes de embarcar.

As linhas convencionais (alimentadoras) funcionarão integradas às do BRT. São três corredores: Campo Grande, Ouro Verde e Perimetral, totalizando 37 estações, 6 terminais e 18 pontes/viadutos.

O Corredor Campo Grande começa no Terminal Mercado, passa próximo ao Terminal Rodoviário Ramos de Azevedo, depois segue pelo leito desativado do antigo VLT (Veículo Leve sobre Trilhos) e segue pela Avenida John Boyd Dunlop a partir do Jardim Aurélia. Ele vai até o Terminal Itajaí, totalizando 17,9 km.

O Corredor Ouro Verde parte do Terminal Central e percorre as avenidas João Jorge, Amoreiras, Piracicaba, Ruy Rodriguez e Camucim até o Terminal Vida Nova, totalizando 14,6 km.

O Corredor Perimetral liga os corredores Campo Grande e Ouro Verde. Os 4,1 km do Perimetral passam pelo leito do VLT, entre Vila Aurocan e Campos Elíseos.

Ao todo são três corredores, totalizando 36,6 quilômetros, 18 pontes e viadutos, 36 estações e sete terminais.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários