ACidade ON

Educação estuda mudar aulas presenciais para março
Reprodução: ACidade ON
Educação estuda mudar aulas presenciais para março

Você viu?

A Secretaria de Educação de Campinas está reavaliando a data do retorno presencial das aulas da rede municipal. Programada para ocorrer no dia 8 de fevereiro, a retomada corre o risco de acontecer somente em março. 

A reavaliação veio após os prefeitos do Conselho de Desenvolvimento da RMC (Região Metropolitana de Campinas) votarem um ofício que será enviado ao governo estadual apontando o retorno das aulas presenciais apenas a partir de 1º de março.

De acordo com o Conselho, a deliberação levou em conta decisão de Câmara Temática de Secretários de Educação e também prevê o uso dos protocolos definidos pelo governo estadual. Na reunião, ficou decidido que a região irá trabalhar com um limite de 35% de alunos em dias alternados de aula, uso de máscaras e álcool em gel, entre outros.  O Estado anunciou, no dia 13 deste, mês, que as salas de aula podem ter até 70% de alunos. 

O prefeito de Campinas, Dário Saadi (Republicanos), inclusive, votou junto com os outros prefeitos para que esse adiamento ocorra.

COMO ESTAVA PREVISTO 

As aulas presenciais estão suspensas desde março de 2020 por causa da pandemia de coronavírus e agora serão retomadas com regras de proteção contra a Covid-19. Segundo a Prefeitura, no comunicado divulgado no dia 14 deste mês , haverá redução de horário e revezamento de turmas, para garantir o distanciamento social, e rigorosos protocolos sanitários, seguindo orientação das autoridades de saúde.

O cronograma prevê, neste primeiro momento, um retorno híbrido, com aulas presenciais e por meio da plataforma digital. O retorno presencial é facultativo ao aluno.

As turmas serão divididas: metade da sala vai para a escola uma vez por semana enquanto a outra metade fica em casa. Depois, os alunos se revezam, quem estava em casa, tendo aula on-line, vai para a escola.

INTEGRAL

Já os alunos da Educação Integral, do Ensino Fundamental, terão aulas presenciais todos os dias. No entanto, as turmas serão divididas em dois períodos: metade frequenta a escola no período da manhã e o restante à tarde.

Em virtude da constante necessidade de higienização de todos os espaços das escolas, o que inclui maçanetas das portas e carteiras, por exemplo, o período de aula será de três horas diárias. Antes da pandemia eram cinco horas.

Nos dois turnos serão oferecidas duas refeições: café da manhã e almoço ou almoço e café da tarde.

"

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários