ACidade ON

UTI-Covid: ocupação pública sobe novamente e atinge 96,26%
Reprodução: ACidade ON
UTI-Covid: ocupação pública sobe novamente e atinge 96,26%

A ocupação dos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) exclusivos para o tratamento de covid-19 na rede pública de Campinas atingiu a taxa de 96,26% neste domingo (24). O índice inclui leitos na rede municipal e estadual da cidade. O prefeito promete agilizar novos leitos nesta segunda-feira (25).

Segundo dados da Prefeitura, são apenas quatro leitos disponíveis na rede pública de Campinas hoje. Dos 90 leitos disponíveis na rede municipal, 87 estão ocupados. O valor é equivalente a 96,66% da ocupação. 

Já na rede estadual da cidade, dos 17 leitos disponíveis, 16 estão ocupados. O valor é equivalente a 94,1% da ocupação.

Na rede privada, a situação é um pouco melhor, mas os números seguem altos.: dos 123 leitos disponíveis na rede particular, 90 estão ocupados. São 33 leitos disponíveis hoje e o índice de ocupação é de 73,17%. 

Ao todo, somando rede pública e particular, a cidade conta com 230 leitos de UTI exclusivos para pacientes com covid-19. Destes, 193 estão ocupados, 37 seguem vagos e o índice de ocupação total é equivalente a 83,91% em Campinas.

NOVOS LEITOS 

Na madrugada de sexta-feira (22) para sábado (23), a rede pública atingiu 100% de ocupação nos leitos exclusivos para o tratamento de covid-19. Ontem, a situação melhorou um pouco e a rede pública atingiu o índice de 91,5% de ocupação na UTI-Covid.

No entanto, por conta da pouca oferta de leitos exclusivos para covid-19, o prefeito Dário Saadi (Republicanos) irá se reunir nesta segunda com a equipe da Secretaria de Saúde, Rede Mário Gatti e Devisa (Departamento de Vigilância em Saúde) para agilizar a abertura de mais 15 leitos de UTI exclusivos para o tratamento de covid-19 no Hospital Ouro Verde. 

Além disso, o prefeito diz também que irá enfatizar a necessidade de mais 13 leitos de UTI-Covid no HC (Hospital de Clínicas) da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas). 

VACINADOS

Você viu?

A Prefeitura de Campinas informou ainda que, até o início da tarde deste domingo, 6.700 profissionais que atuam diretamente na assistência direta de pacientes diagnosticados com covid-19 foram vacinados nos hospital públicos e particulares cidade.  

As doses da Coronavac, vacina contra a covid-19 desenvolvida pelo Instituto Butantan, chegaram à Campinas na noite dessa quarta (20) e a campanha de vacinação teve início na manhã de quinta (21). 

A primeira pessoa vacinada na rede pública de Campinas foi Maelly Romy Ikuno, uma clínica geral do Hospital Dr. Mário Gatti. Na Unicamp, a campanha começou três dias antes, na segunda (18), e a primeira vacinada foi uma técnica de enfermagem da enfermaria do HC.  

CASOS 

Segundo o último boletim epidemiológico, divulgado na sexta-feira, Campinas já soma 57.870 casos de covid-19 confirmados desde o início da pandemia. Destes, 1.595 vieram a óbito.  

A Prefeitura também informou que alterará a maneira de divulgar informações sobre a covid-19 daqui para frente. Os óbitos e casos continuarão sendo divulgados diariamente, mas as informações mais detalhadas sobre a situação epidemiológica da doença na cidade serão disponibilizadas apenas semanalmente, às sextas-feiras, no Informe Epidemiológico.  

De acordo com a secretaria, a medida visa liberar as equipes que atuavam na compilação dos dados para atuar no processo de vacinação contra a covid-19.

DIVISÃO DOS LEITOS HOJE

Os 230 leitos UTI-Covid disponíveis hoje, em Campinas, estão divididos da seguinte forma:

SUS Municipal: 90 leitos, dos quais 87 estão ocupados, o que equivale a 96,66%. Há 3 leitos livres.
SUS Estadual: 17 leitos, dos quais 16 estão ocupados, o que corresponde a 94,1%. Há 1 leito disponível.
Particular: 123 leitos, dos quais 90 estão ocupados, o que equivale a 73,17%. Há 33 leitos livres.

"

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários