ACidade ON

Campinas espera bater meta de 23 vacinados neste final de semana.
Adriano Rosa/Prefeitura de Campinas
Campinas espera bater meta de 23 vacinados neste final de semana.


O prefeito de Campinas, Dário Saadi (Republicanos) participou neste sábado (30) do terceiro dia de vacinação agendada para os profissionais de saúde. Segundo Dário, a secretaria de Saúde espera chegar neste fim de semana a marca de 23 mil pessoas imunizadas contra a covid-19 na cidade. Só hoje, 1.815 pessoas do segundo grupo fizeram agendamento para imunização (leia mais abaixo).

Atualmente, Campinas conta com 41.750 doses de imunizantes contra a covid-19, sendo eles 24,9 mil recebidos da Coronavac, e 16,7 mil da vacina da Fiocruz - Oxford/AstraZeneca. Até ontem (29) 18.998 pessoas haviam sido vacinadas na cidade, número também inclui idosos que vivem em instituições de longa permanência e cuidadores, e profissionais da rede pública e privada.

Em Campinas, a vacinação começou no dia 21 pelo município , com a aplicação das doses em profissionais com contato com a doença. Já a segunda etapa, que abrange profissionais que não fazem parte da linha de frente contra a covid-19, começou na última quinta-feira .

Você viu?

Neste segundo grupo, é aplicada a vacina de Oxford. Para essa etapa, são autorizados a receber a vacina médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, auxiliares de enfermagem, cirurgiões dentistas, técnicos de análises clínicas e motoristas de ambulância.

GRANDE PROCURA

Ao todo, 1.815 pessoas fizeram o agendamento para ser imunizadas somente hoje, sendo 912 com agendamento para imunização no Caic (Centro de Vivência do Idoso) da Vila União, e 903 no Centro de Vivência dos Idosos, no Taquaral.

A espera pela vacina chegou a gerar filas na Vila União, assim como 1º dia de vacinação no Taquaral. Os dois locais de vacinação funcionam neste sábado e domingo das 8h às 18h. Durante a semana, de segunda a sexta-feira, o horário é das 8h às 22h.

Durante a espera, profissionais da Secretaria da Saúde confirmavam o cadastro e os dados das pessoas que agendaram a vacinação para evitar fraudes, sendo que na quarta-feira a (27) Administração informou que identificou, através do agendamento, tentativas de "fura-filas" , com cadastro de pessoas que não faziam parte dos seis grupos prioritários.



Apesar dos cadastros, a coordenadora do Distrito de Saúde Sudoeste, Maria Antonieta Salomão Menezes, ressaltou que não enfrentou casos de tentativas de furar a fila. "Estamos tomando todos os cuidados. Exigimos comprovante de que a pessoa seja profissional de saúde e que more ou trabalhe em Campinas", disse.

Uma das vacinadas, a dentista Débora Carvalho, que mora e trabalha em Campinas contou que estava ansiosa para tomar a dose. "Não via a hora de tomar a vacina. Vi amigos sofrerem com a doença. É um momento muito difícil", afirmou.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários