ACidade ON

Após coordenadora contaminada, escola estadual confirma aluno positivo para covid-19
Reprodução: ACidade ON
Após coordenadora contaminada, escola estadual confirma aluno positivo para covid-19

A Secretaria Estadual de Educação confirmou neste sábado (13) o primeiro caso de aluno da rede pública de Campinas contaminado por covid-19 após a volta às aulas. 

O estudante contaminado é da Escola Estadual Deputado Eduardo Barnabé, localizada no bairro DIC 1. A unidade foi também a primeira escola estadual da cidade com registro de covid-19 entre funcionários

Na escola, cinco profissionais foram afastados na semana passada, sendo que uma coordenadora testou positivo para a doença, já outros quatro professores tiveram o resultado negativo. Eles foram afastados antes do retorno escolar, que começou na segunda-feira (8).

Você viu?

De acordo com um comunicado interno da escola, o aluno contaminado é do 9º ano, e compareceu as aulas na segunda, tendo contado outros quatro alunos e três professores. Por recomendação, todos que tiveram contato com ele foram afastados de forma preventiva e orientados a fazer o teste para covid-19. 

Segundo a Educação, o estudante teve contato com um caso positivo da doença fora do ambiente escolar, e assim que a escola foi informada todos que tiveram o contato com ele foram comunicados e orientados a realizar atividades remotas. A secretaria ainda afirma que avisou a vigilância sanitária. 

OUTROS CASOS

Além da E.E. Eduardo Barnabé, uma outra escola estadual também já confirmou caso de covid-19 , sendo ela a E.E Eliseu Narciso, localizada no bairro DIC 3, que teve uma funcionária da área administrativa positivada pela doença. Outras escolas estaduais também apresentaram casos suspeitos, mas parte teve os casos descartados e uma ainda aguarda resultado de exames.

Na rede privada, no entanto, o número de escolas com casos de contaminação é maior. Ontem (12) mais duas escolas particulares informaram casos de covid-19 , suspendendo as aulas presenciais. Com essas, ao todo sete escolas particulares já confirmaram registro da doença entre alunos e funcionários.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários