Homem de 59 anos morre à espera por leito de UTI em Sumaré
Reprodução: ACidade ON
Homem de 59 anos morre à espera por leito de UTI em Sumaré

Um homem de 59 anos morreu, nesta sexta-feira (12), enquanto esperava transferência para uma UTI (Unidade de Terapia Intensiva), em Sumaré . Reinaldo Azevedo dos Santos estava internado com Covid-19 desde 4 de março na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Macarenko. 

Sem leitos, a família de Reinaldo entrou na Justiça e chegou a conseguir uma liminar para que fosse encaminhado a uma UTI. No entanto, após dias de espera, o homem não resistiu e veio a óbito. 

Procurada, a Cross (Central de Regulação de Ofertas e Serviços de Saúde), responsável por encontrar leitos disponíveis no estado de São Paulo, afirmou que recebeu o pedido para realocação para UTI e, de imediato, realizou a busca por uma vaga. 

Ainda de acordo com a Cross, as transferências ocorrem desde que os pacientes tenham condições de transferência, como estabilidade clínica e ausência de infecções. 

Você viu?

Disse ainda que todo é priorizado de acordo com o grau de urgência e monitorado por profissionais, considerando locais com disponibilidade e capacidade para atender cada caso. 

OUTRAS VÍTIMAS EM SUMARÉ

Também em Sumaré, outros dois pacientes morreram na fila por um leito de UTI. Um deles era o Antônio Carlos Colin, de 52 anos, que também estava internado na UPA Macarenko. A família chegou a acionar o Ministério Público pedindo transferência, mas não houve tempo. Ele faleceu no domingo (7). 

Já Cícero Rodrigues de Meneses, outra vítima de 71 anos, estava internado desde o dia 6 de março na UPA Macarenko. Ele precisava de hemodiálise e não resistiu, vindo a óbito na quarta-feira (10), em Sumaré.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários