Campinas suspende eletivas na rede privada e estuda lockdown contra covid
Reprodução: ACidade ON
Campinas suspende eletivas na rede privada e estuda lockdown contra covid

O prefeito de Campinas, Dário Saadi (Republicanos) , anunciou na tarde de hoje (15) que a cidade vai suspender as cirurgias eletivas na rede particular a partir de quarta-feira (17) devido ao aumento de internações por Covid-19 . Ele também afirmou que estuda adotar o lockdown no município por conta do aumento de casos.

Sem dar detalhes de como vai funcionar a restrição máxima na quarentena contra o coronavírus, o prefeito afirmou que a possibilidade foi discutida hoje durante reunião com todos os gestores de hospitais públicos e privados, além dos planos de saúde da cidade.

Você viu?

"Foi discutido a possibilidade da ampliação das medidas restritivas da cidade e até lockdown, como importante ação para bloquear o vírus. Ficamos também resolvidos de fazer uma força-tarefa, com os hospitais públicos e privados, e também das operadoras de saúde, para discutir os números da pandemia nos próximos dias. A pandemia está pressionando muito", disse ele.

Atualmente, Campinas está no primeiro dia da fase emergencial , determinada pelo Estado na última semana. Apesar disso, a rede pública municipal e estadual entraram em colapso hoje, com 100% dos leitos ocupados por pacientes com covid-19. Também nesta segunda-feira, Campinas ultrapassou o total de 2 mil mortes pelo coronavírus.

"É uma marca triste. Campinas ultrapassou as duas mil mortes por covid-19. Quero me solidarizar com a dor dos familiares e amigos dessas pessoas", disse Dário.


NA UNICAMP

No HC (Hospital de Clínicas) da Unicamp, as cirurgias eletivas já estão suspensas desde o dia 9 , assim como o atendimento no local. A data para retorno dos procedimentos considerados não emergenciais é o dia 26 de março.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários