Megaoperação contra esquema bilionário de sonegação tem alvos na região
Reprodução: ACidade ON
Megaoperação contra esquema bilionário de sonegação tem alvos na região

Uma megaoperação coordenada pela Policia Civil do Paraná cumpre mandados judiciais na região de Campinas nesta terça-feira (16) contra crimes de sonegação. Segundo a Polícia, a investigação identificou que envolvidos devem mais de R$ 1 bilhão em impostos estaduais e federais. 

A operação, denominada "Expresso" visa combater um esquema bilionário de sonegação nos estados de Paraná, Minas Gerais, São Paulo e Espírito Santo. A ação mira fraudes no ramo de comercialização de café em grão, bem como crimes de falsidade ideológica, lavagem de dinheiro e associação criminosa. 

Ao todo, mais de 710 policiais civis, auditores das receitas e peritos estão nas ruas para cumprir 220 mandados judiciais, sendo 35 de prisão temporária, 124 de busca e apreensão e 61 de sequestro de bens, nos estados do Paraná, Minas Gerais, São Paulo e Espírito Santo. 

Os mandados judiciais estão sendo cumpridos em 39 municípios, entre eles, em São Paulo há mandados cumpridos em Hortolândia e Itatiba. 

Você viu?

INVESTIGAÇÃO

Levantamentos iniciais apontam que os valores devidos aos cofres públicos podem ultrapassar R$ 1 bilhão em impostos estaduais e federais, multas e correção monetária. 

Para fins de comparação, este valor poderia ser usado para comprar mais de 17,2 milhões de vacinas contra a Covid-19, ou implantar mais de 5,5 mil novos leitos de unidades de terapia intensiva em hospitais. 

A operação é resultado de investigações iniciadas há mais de dois anos pela Polícia Civil e de trabalhos anteriores da Receita Federal e Receita Estadual de Minas Gerais. 

Os alvos da operação são pessoas físicas e empresas. Entre estes, grandes atacadistas e corretores de café em grãos do Paraná, além de transportadores, proprietários e representantes de torrefações paranaenses conhecidas no ramo cafeeiro nacional.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários