Especialista responde: máscaras molhadas protegem do vírus?
Reprodução: ACidade ON
Especialista responde: máscaras molhadas protegem do vírus?

A máscara se tornou um acessório indispensável na rotina do homem e, um ano depois de ter sido implantada, há quem ainda se incomode por ter que usá-la e quem já se acostumou e até dorme com ela. Fato é que a máscara inibe a propagação do novo coronavírus e, para isso, deve sempre ser usada da maneira correta e ser mantida em bom estado de conservação. 

Mas, vez ou outra, ela estoura a alça, fica larga no rosto e, dependendo da atividade praticada, chega a ficar úmida. O alerta dos especialistas é que se evite todas essas situações. No entanto, a doutora em enfermagem e docente do UniMetrocamp Danielle Leite de Lemos chama a atenção para as máscaras molhadas.  

Isso porque, independente do tipo da máscara, nenhuma delas protege se estiver molhada, úmida ou danificada. A situação é ainda mais frequente em épocas quentes e, para esses dias, Danielle destaca que o melhor modelo de máscara é aquela que protegerá do vírus - transmitido pelas vias aéreas e que pode ficar em suspensão no ar. 

Para tanto, a especialista listou os modelos mais indicados pelas autoridades de Saúde. Confira:  

- N95 ou a PFF2, modelos que, quando bem vedados ao rosto, protegem contra os aerossóis, e que alguns países da Europa passaram a indicar para a população em geral, principalmente quando é necessário entrar em ambientes fechados como supermercados ou transportes públicos. Importante salientar a necessidade de verificar o tempo de vida útil desses modelos;

- Depois temos a máscara cirúrgica, que é descartável, e deve estar limpa e seca, e deve, na medida do possível, estar bem ajustada ao rosto, cobrindo nariz e bora completamente;

- A Organização Mundial da Saúde também indica as máscaras com três camadas;

- Por último as máscaras de tecido, que protegem menos, principalmente as variantes do vírus. Máscaras de crochê e com válvula são contra indicadas.

De acordo com Danielle, o uso da máscara não substitui o distanciamento social, tão pouco a higienização das mãos com água e sabão ou álcool a 70%. 

"Além disso, durante o uso, o nariz e boca devem estar completamente cobertos, a máscara deve ser bem ajustada ao rosto, evitando lugares em que estejam largas ou frouxas. Máscaras molhadas ou úmidas devem ser substituídas, e lembre-se: apenas toque no rosto, na máscara ou óculos após higienizar muito bem as mãos", acresceu a enfermeira.  

TRANSPIRO MESMO SEM FAZER ESFORÇO FÍSICO. O QUE DEVO FAZER?

"Sempre que precisar você deve retirar a máscara para limpar o rosto, vá até um local vazio e de preferência aberto, como pátios, estacionamentos, e tendo higienizado muito bem as mãos, dando preferência à lavagem com água e sabão, em sua ausência, utilize o álcool gel a 70%, limpe o rosto com papel toalha ou lave-o também. Em seguida, recoloque a máscara para se proteger". 

ADIANTA USAR APENAS O ESCUDO FACIAL?

"Não adianta. Nenhum escudo facial ou face shield protege contra o vírus, pois não é completamente vedado ao rosto (do contrário rapidamente te faltaria o ar). Ou seja, você continua expelindo gotículas e aerossóis no ambiente e também continua inalando essas partículas presentes no ambiente, correndo alto risco de contaminação".  

USAR DUAS MÁSCARAS PROTEGE MAIS?

"Sim. Recentemente o CDC (Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos), orientou o uso de duas máscaras para aumentar a proteção contra o vírus presente no ar, sendo uma máscara cirúrgica e por cima uma máscara de tecido. Tal recomendação não se aplica somente aos modelos N95 e PFF2, que já são indicados para proteção contra aerossóis".  

TENHO FILHOS PEQUENOS QUE COSTUMAM MORDER A MÁSCARA. O QUE DEVO FAZER?

"A Organização Mundial da Saúde contra indica o uso de máscaras por menores de dois anos de idade. A partir dessa idade, o ideal é que você tenha vários modelos limpos à disposição para troca frequente, e sempre, claro, a supervisão de um adulto".  

ME SINTO SUFOCADO COM A MÁSCARA NOS DIAS MAIS QUENTES. É NORMAL?

"Sim, é normal, especialmente se precisa fazer esforços ou subir escadas. Por isso, sempre que entender que precisa retirar um pouco a máscara para recuperar o ar ou sentir-se melhor, após esforços, por exemplo, vá a local vazio e de preferência aberto, como pátios, estacionamentos, e tendo higienizado muito bem as mãos, dando preferência à lavagem com água e sabão, em sua ausência, utilize o álcool gel a 70%, descanse, recupere o ar, e recoloque a máscara. São tempos desafiadores, mas irá passar, pense assim".  

QUANDO A FALTA DE AR NÃO ESTÁ APENAS RELACIONADA AO USO DA MÁSCARA?

"Quando o ar demora muito a voltar, mesmo quando retira a máscara; você não apenas sente falta de ar, mas também tontura e vertigem; e quando você tem a sensação que se não sentar-se logo irá cair".  

De acordo com Danielle, essas são situações em que a sensação de falta de ar não é apenas relacionada ao uso da máscara e precisam ser mais bem investigadas.

"

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários