Posso tomar a 1ª dose de uma vacina e a 2ª de outro laboratório?
Reprodução: ACidade ON
Posso tomar a 1ª dose de uma vacina e a 2ª de outro laboratório?

Tanto a vacina chinesa Coronavac quanto a AstraZeneca tiveram a eficácia e segurança comprovadas durante o período de testes e, diante disso, foram aprovadas para aplicação no Brasil.   

Os estudos mostram ainda que as duas vacinas requerem aplicação da 2ª dose, sendo que o intervalo da Coronavac é de 14 e 28 dias, enquanto a AstraZeneca é de 90 dias. 

No entanto, especialistas chamam atenção sobre a aplicação de doses diferentes durante o processo de imunização. O mais seguro, segundo eles, é tomar as duas doses da mesma fabricante, porque foi dessa forma que a eficácia e a segurança delas foram testadas. 

De acordo com o infectologista Valdemar Lino Chaves Filho, as vacinas em uso no Brasil usam tecnologias diferentes, e por isso, devem ser monitoradas para eventuais reações adversas. "De jeito algum [aplicar doses diferentes], pois as diversas vacinas tem técnicas de elaboração totalmente diferentes, umas utilizam vírus atenuado, outros vírus vivo".  

Já a médica patologista Juliana Oba alerta sobre o risco de se combinar doses diferentes e de inclusive comprometer a eficácia dos imunizantes. "Não se deve receber doses diferentes. A recomendação é receber 2 doses da mesma vacina. Até o momento, combinações de vacinas diferentes não foram avaliadas em estudos científicos". 

Vale destacar que o paciente não podem escolher qual vacina tomar, uma vez que elas estão sendo distribuídas pelo PNI (Programa Nacional de Imunizações).

"

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários