Catarina Neves, de Campinas, é uma das finalistas do The Voice
Reprodução: ACidade ON
Catarina Neves, de Campinas, é uma das finalistas do The Voice


A aposentada Catarina Neves, de 82 anos, é uma das finalistas da primeira edição do The Voice Brasil Sênior (The Voice+) , o programa é transmitido pela EPTV Campinas /Globo todos os domingos às 14h20. Moradora de Campinas há mais de 40 anos, Catarina tem encantado os jurados e público com seu carisma e sua bela voz.

Ao som de "Travessia", sucesso de Milton Nascimento, Catarina superou as outras três candidatas do time Daniel no último domingo (28) e garantiu a vaga para a final do programa, que deve acontecer no dia 4 de abril. Em entrevista ao ACidade ON Campinas, a participante expressou a alegria de estar na final.

"Fui participar porque eu amo cantar e amo música. Eu fui com o maior entusiasmo e maior alegria, mas não pensando em ganhar e nem subir. Mas, de repente, as coisas foram fluindo e eu fui subindo as escadinhas, degrau por degrau, e eu agora estou aqui aguardando os acontecimentos, mas muito feliz com tudo o que tem sido acontecido", disse.

Daniel, cantor sertanejo e técnico de Catarina, não poupou elogios para a talentosa senhora. "A nossa Catarina, desde o começo, totalmente estável, inabalável. Impressionante, aos 82 anos! Quero chegar na sua idade da forma que você está e cantando desse jeito", disse Daniel durante a avaliação.

O QUE FOR PRA SER, SERÁ

Aos 82 anos, Catarina coleciona aprendizados e jargões que ela faz questão de usar sempre que tem oportunidade. Um deles é "o que for de ser, será". As expectativas para o prêmio de campeã são grandes, mas, caso ele não venha, ela acredita que a participação já valeu a pena.

"Eu entrei com a intenção e alegria de participar, e não ser a melhor, a top. Eu sei que ninguém é insubstituível, tem sempre alguém que supera. Ganhar é bom? claro que é, e se não ganhar eu agradeço da mesma forma porque foi um evento top, eu fiquei muito conhecida. A participação no programa abriu um leque grande na minha vida e eu só tenho a agradecer a tudo que aconteceu, está acontecendo e que vai acontecer", afirmou.

Questionada sobre as lições que o programa tem proporcionado, Catarina não hesitou em mencionar o ato de ter coragem. A participante campineira destaca que, independentemente da idade, nunca é tarde para se fazer o que gosta e que, mesmo que o corpo limite algumas ações, o espirito jovem é capaz de realizar sonhos antigos.

"O programa tem me ensinado lições de coragem, de ousadia e a não ter preconceito de idade. Na minha cabeça até hoje eu acho que tenho só 30 anos. Tem hora que eu faço umas coisas de jovem, de menina, de mocinha e minha bisneta fala: vó, que isso?. Mas isso é bom. A gente aprende humildade e a compreender a outra pessoa que canta. Tudo é um aprendizado, a gente está envelhecendo e aprendendo, vivendo e aprendendo", desabafou.

A FINAL

A final do programa está prevista para acontecer no dia 4 de abril, um domingo. Até lá, Catarina conta que tem se preparado, e garante que a apresentação será repleta de emoções.  

"Eu estou aqui, como diz o Mumuzinho, tentando vestir a música, pra chegar lá em cima e abrir a boca. É The Voice? então vamos colocar a voz".

Sobre a música escolhida para a final, Catarina preferiu guardar segredo. "Ainda não posso divulgar, é surprise [surpresa, no português]", brincou.

"O que eu posso adiantar é que é uma música muito top e muito difícil. Eu espero que meu desejo coincida com o desejo de Deus. A oração do pai nosso é 'seja feita a Tua vontade', e assim eu acredito", continuou.

O The Voice +, edição do reality musical exclusiva para talentos a partir de 60 anos, vai ao ar no domingo (4), as 14h30, e será transmitido pela EPTV Campinas.

"Agradeço desde já a todos que vão assistir, e peço que votem em mim. Estarei representando essa região maravilhosa", finalizou Catarina.

DESDE A INFÂNCIA

Dias após a sua primeira apresentação no programa, Catarina concedeu uma entrevista ao ACidade ON Campinas , onde ela contou o caminho trilhado até a realização do grande sonho.

Saudosa, ela relembrou que a paixão que nutre pela música vem desde o berço, por influência de familiares. Com o pai músico e a mãe cantora, ela se aventura a cantar desde quando a profissão era um tabu para as mulheres. "Naquela época a mulher que tocava violão era um escândalo". Leia a matéria completa aqui.

"

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários