Dário encaminha plano de metas à Câmara com 58 ações até 2024
Reprodução: ACidade ON
Dário encaminha plano de metas à Câmara com 58 ações até 2024

O prefeito Dário Saadi encaminha nesta terça-feira (30) à Câmara Municipal , o programa de metas para os quatro anos de governo, que prevê um conjunto de 58 ações a serem executadas até 2024.

O programa, segundo a Administração, compatibiliza limites impostos pelas legislações e a realidade orçamentária do município e leva em consideração o cenário pandêmico, "com esforços voltados para o combate à doença e concentrados em salvar vidas e executar políticas sociais".

Um debate público sobre o programa deve acontecer dentro de 30 dias e a cada semestre será publicada a evolução de cada indicador, além da revisão de ações de acordo com o momento.

O PROGRAMA E AS PROMESSAS

Segundo a Prefeitura, o programa está dividido em três eixos - qualidade de vida, desenvolvimento econômico e sustentabilidade. Os eixos foram construídos com o Plano de Governo da atual administração e nele estão incluídas algumas das propostas que já são parte dos primeiros 100 dias de governo do prefeito Dário Saadi.

Está no programa a construção do Instituto da Mulher, cuja licitação para a obra já foi aberta e está em fase de análise das propostas apresentadas no certame. Além desse hospital, o prefeito se compromete a implantar o Hospital Municipal Mário Gattinho, o Poupatempo da Saúde, construir novas unidades básicas de saúde e período integral nas escolas de ensino fundamental.

O plano inclui a entrega da reforma do Centro de Convivência, que teve as obras iniciadas, e também a universalização de alta tecnologia, como câmeras de reconhecimento facial e drone para monitoramento da cidade.

O programa também prevê a criação de incubadoras públicas de empresas, implantação do Parque Tecnológico Municipal, criação da Agência de Planejamento, Desenvolvimento e Mobilidade Urbana, produção habitacional e regularização fundiária. A reforma e revitalização do Mercado Municipal é parte das ações.

Dário propõe ainda implantar o chamado "Nosso Cantareira", que dará autonomia de abastecimento de 70 dias o que proporcionará segurança hídrica nos períodos de seca. O projeto está em fase de contratação de estudos de viabilidade e alternativas, além de estudos ambientais e projetos básicos e executivos de sistema adutor e do barramento.



Entre as metas está também a implantação da parceria público-privada para a modernização, expansão, operação e manutenção da infraestrutura da rede pública de iluminação de Campinas. A partir desta terça-feira, dia 30 de março, será aberta a consulta pública onde a população poderá avaliar e opinar sobre o edital de licitação e o contrato.

A criação de uma incubadora do Agronegócio está prevista para ser implantada na Ceasa e é meta também do governo o fortalecimento das compras públicas voltadas à agricultura familiar.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários