Campinas abre cadastro para vacinação de profissionais da educação
Reprodução: ACidade ON
Campinas abre cadastro para vacinação de profissionais da educação


A Prefeitura de Campinas abriu na tarde desta sexta-feira (9) o cadastramento para a vacinação dos profissionais da educação. Vale destacar que os trabalhadores do setor serão vacinados de acordo com o seu município de trabalho, então apenas os profissionais que atuam em escolas de Campinas. Serão 7.770 doses destinadas a esses profissionais.  

Poderão ser vacinados os profissionais que atuam nas escolas das redes públicas (municipal, estadual e federal) e privada com idade a partir de 47 anos. Serão imunizados funcionários que atuam em diversas funções, como secretários, auxiliares de serviços gerais, faxineiras, mediadores, merendeiras, monitores, cuidadores, diretores, vice-diretores, professores de todos os ciclos da educação básica, professores coordenadores pedagógicos, além de professores temporários.

COMO FAZER

Segundo a pasta de Saúde, antes de fazer o cadastramento no site da Prefeitura é preciso que os profissionais da educação façam o pré-cadastro no site do "Vacina Já" do governo estadual. Ele pode ser feito aqui

O pré-cadastro passará por um processo de análise, definido pela Secretaria de Educação do Estado de São Paulo, e se for validado, o profissional receberá em seu e-mail o Comprovante Vacina Já Educação. Este documento e terá um QRCode para verificação de autenticidade. Após obter esse QRCode o profissional deverá fazer o cadastro no site da Prefeitura (clique aqui).

Segundo a Prefeitura, é preciso agendar o dia e o horário da vacinação. Na hora será exigido os seguintes documentos nos Centros de Imunização de Campinas: 

- Comprovante Vacina Já Educação;

- Documento com foto e CPF;  

- Os 2 últimos holerites do ano de 2021 comprovando que o profissional da educação agendado trabalha em uma escola em Campinas. 



Ainda de acordo com a Prefeitura, qualquer dificuldade, é preciso buscar orientação nas escolas onde o profissional trabalha ou nos canais informados pelo governo do Estado. "A Prefeitura só faz o agendamento após todas as etapas preenchidas e definidas pelo Estado", afirmou Andrea Von Zuben, diretora do Departamento de Vigilância em Saúde (Devisa).

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários