Exército confirma morte de segundo-sargento de Campinas por covid-19
Reprodução: ACidade ON
Exército confirma morte de segundo-sargento de Campinas por covid-19

O Exército Brasileiro confirmou neste domingo (11) a morte por covid-19 do segundo-sargento Alder Rossano Paes, de 39 anos, que servia no 2º Batalhão Logístico Leve, em Campinas. Essa é a primeira morte de um militar na ativa que ocorreu no estado de São Paulo pela doença. Ele faleceu na sexta-feira (9).

Segundo o Exército, o militar foi sepultado ontem (10) no Cemitério Nossa Senhora da Conceição, em cerimônia restrita aos familiares. Ele deixa a esposa. Em nota oficial, o Comando Militar do Sudeste explicou que após apresentar sintomas da covid-19, o Sargento Paes foi ao Posto Médico de Guarnição de Campinas, onde recebeu os primeiros cuidados médicos.

Os sintomas, no entanto, persistiram e o militar foi encaminhado ao Hospital Santa Tereza, em Campinas. Posteriormente, ele foi transferido para o Hospital Militar de Área de São Paulo, na capital paulista. No entanto, não resistiu ao coronavírus e faleceu.

Formado na antiga Escola de Material Bélico, no Rio de Janeiro, em 2006, Paes pertencia ao Quadro de Material Bélico (manutenção de viatura auto) e servia no 2º B Log L desde 21 de março de 2016. "O CMSE está prestando todo apoio à família do militar", informou o Exército. 

Entrada do Batalhão (Foto: Divulgação/Exército)
OPERAÇÃO COVID

Em nota oficial, o Comando Militar do Sudeste explicou que "desde março de 2020 as Forças Armadas atuam na Operação Covid-19, em apoio às ações dos órgãos de Saúde e de Segurança Pública, em todo o território nacional, com o objetivo de mitigar as consequências da pandemia de covid-19".

O Exército ressaltou ainda que "a disponibilidade permanente é uma das características da profissão militar e, portanto, o militar se mantém disponível para o serviço ao longo das 24 horas do dia".

"

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários