Campinas está em 374º lugar no ranking de vacinação.
Fernanda Sunega/Prefeitura de Campinas
Campinas está em 374º lugar no ranking de vacinação.

Apesar de ser a segunda cidade do Estado de São Paulo com o maior número de doses da vacina contra a covid-19 já aplicadas na população , no ranking geral de vacinação estadual Campinas aparece apenas em 374º lugar .

O ranking, divulgado pelo governo paulista, leva em consideração o percentual da população e a aplicação da primeira dose. Os dados foram retirados do Vacinômetro e podem ser conferidos através do site (clique aqui)

Segundo os dados levantados na tarde de hoje (24), Campinas tem 14,5% da população vacinada , sendo que a cidade conta com 1.213.792 habitantes e já aplicou 175.429 vacinas em primeira dose. 

Vale destacar que no levantamento do porcentual de imunização, cidades com populações menores ocupam as melhores posições do ranking. 

Entre as cidades com mais de 500 mil habitantes e que mais vacinaram por proporção populacional, Campinas aparece melhor posicionada - em terceiro lugar , perdendo para Santo André (247º lugar geral), que tem 16,3% da população vacinada e a capital (em 281º lugar geral), com 15,8%. 

Serrana, escolhida para receber o estudo clínico do Butantan e que teve toda sua população, com idade superior a 18 anos, imunizada, aparece em primeiro no ranking - com 65% de vacinados em relação a população geral. Vale lembrar que só foram vacinados adultos acima de 18 anos. 

BALANÇO POR FAIXA ETÁRIA

Segundo último o balanço divulgado nesta semana pela prefeitura de Campinas, a cidade recebeu, até o dia 18 de abril, 303,6 mil vacinas para serem aplicadas em primeira e segunda dose. 

Até agora, as doses aplicadas na população acima dos 68 anos já ultrapassam 100% - sendo já foram vacinadas mais pessoas do que o total populacional previsto para a faixa etária. Parte desse aumento pode estar relacionado ao fato de que pessoas de outras cidades acabaram se vacinando em Campinas. 

Na faixa etária entre zero a 59 anos, apenas 4,1% da população foi vacinada até agora. Entre os vacinados, estão profissionais da saúde, da segurança pública e professores, que recebem a imunização. 

COBERTURA COMPLICADA

Você viu?

Para o infectologista André Bueno, cidades maiores têm mais dificuldades na cobertura vacinal. 

"É muito mais fácil para cidades com população menor organizar e fazer a campanha de vacinação, o que é praticamente uma obrigação aplicar todas as vacinas que recebe, por isso seria melhor avaliar a cobertura vacinal entre as cidades por faixa etária", disse ele. 

Para o infectologista, ainda é cedo para fazer uma análise da cobertura vacinal na população, visto que as doses chegam aos poucos e ainda para apenas determinados grupos. 

"Como Campinas é uma das mais populosas, obviamente é uma das que mais recebe e aplica doses. Mas o outro ranking populacional é difícil fazer uma análise ainda, visto que na população abaixo dos 60 anos a vacina nem mesmo chegou", acrescentou. 

Apesar de aparecer no meio do ranking, Bueno classifica que na faixa etária contemplada, a cobertura vacinal é boa em Campinas. 

CRONOGRAMA

Ontem Campinas iniciou a aplicação da vacina para idosos a partir de 64 anos. Além deles, estão sendo vacinados também profissionais de 22 categorias da saúde com mais de 50 anos. 

Atualmente também estão se vacinando no Estado profissionais de segurança pública e administração penitenciária, e profissionais da educação a partir de 47 anos. 

Segundo o cronograma estadual, para idosos com 63 anos a vacinação deve ser iniciada no dia 29 de abril e para os moradores entre 60 e 62 anos a partir de 6 de maio. 

No próximo mês, também estão incluídos na vacinação pacientes com síndrome de Down, pacientes renais em diálise, e transplantados imunossuprimidos (todos dos 18 aos 59 anos). A vacinação também será feita em metroviários e ferroviários - a partir de 11 de maio, e motoristas e cobradores de ônibus- a partir do dia 18 de maio.

"

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários