Após chutar passageiro em ônibus, motorista é demitido em Campinas
Reprodução: ACidade ON
Após chutar passageiro em ônibus, motorista é demitido em Campinas

O motorista de ônibus de Campinas que chutou um passageiro para fora do coletivo no último sábado (24) foi demitido na manhã desta segunda-feira (26). Segundo a SetCamp (Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros da Região Metropolitana de Campinas), foi aberta uma sindicância interna para apurar a ocorrência e o funcionário foi desligado da empresa. O caso ocorreu na linha 404, por volta de 18h20, na Avenida João Jorge, na região central da cidade (veja vídeo abaixo).

A cena foi flagrada por outro passageiro que estava no ônibus e mostra ainda a vítima caída na calçada após ser arremessada para fora do veículo. Uma testemunha da violência relato, em entrevista à EPTV Campinas, que a discussão entre o passageiro e o motorista teria começado na região central.

A vítima teria perguntado se o ônibus passava pela Avenida Lix da Cunha, a qual o motorista negou. No entanto, o passageiro questionou o porquê de o nome desta via estar na placa do veículo. Foi neste momento que começou a discussão.

Esse momento da discussão não foi flagrado pelo vídeo e testemunhas disseram que outros passageiros, incluindo idosos, ficaram muito nervosos com a situação. Logo após o passageiro ser chutado, o motorista fechou a porta e seguiu com o ônibus sem prestar qualquer assistência ao passageiro caído.

"Ele perguntou se o ônibus passava na Lix da Cunha. O motorista disse que não. O passageiro tirou a plaquinha mostrando que passava. O rapaz perguntou: 'por que você está me xingando? Eu não vou te agredir'. E aconteceu o chute", disse a testemunha. Segundo ela, de fato o ônibus não passava pela avenida, mas a placa devia estar errada. 

Você viu?

INACEITÁVEL

Segundo o representante do Setcamp Paulo Barddal, o caso foi classificado como "inaceitável" e que, o passageiro agredido ainda não foi localizado pela entidade.

Procurada, a Emdec (Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas) disse em nota que "defende que a relação entre operadores e usuários seja pautada por muito respeito e diálogo" e que "os motoristas, enquanto prestadores do serviço de transporte público, devem se colocar à disposição dos usuários para toda e qualquer informação necessária, pois é uma atribuição obrigatória da função".


A empresa afirmou ainda que em caso de "desrespeito, mau atendimento e até violência", os usuários devem fazer o registro da ocorrência "para que possamos questionar a concessionária, para que apure todos os fatos e tome as medidas/providências cabíveis. Em caso de violência, o registro de um Boletim de Ocorrência junto às autoridades policiais, também deve ser feito", encerra.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários