Superlua rosa poderá ser vista nesta segunda em Campinas
Reprodução: ACidade ON
Superlua rosa poderá ser vista nesta segunda em Campinas

Quem tiver a curiosidade de olhar para o céu na noite desta segunda-feira (26), poderá se deparar com um fenômeno chamado "Lua Rosa". Mas, ao contrário do que muitos esperam, de rosa a lua só terá o nome mesmo, assim como explica o astrônomo Júlio Lobo, do Observatório Municipal de Campinas Jean Nicolini. 

Ela poderá ser vista em Campinas e região a partir das 17h40 desta segunda-feira (26). "Na hora que a lua estiver nascendo, por volta das 17h40, o sol se porá do outro lado, no horizonte Oeste, às 17h45 aproximadamente. Por volta das 17h55, a lua estará um pouco mais alta em relação ao horizonte", explicou. 

MUDA DE COR?

Júlio conta que desde que o fenômeno foi anunciado, muitas pessoas o procuram para tentar entender como a lua mudaria de cor. Mas acontece que o nome "Lua Rosa" tem história e a na verdade não está ligado à coloração do astro, mas sim à uma tradição antiga. 

"Em algumas regiões dos Estados Unidos tem uma planta que cobre o solo como se fosse um tapete, e ela tem um tom rosado. Então quando a lua aparecia nessa época, ela iluminava o campo e ficava um tom meio rosa. Foi por isso que os nativos resolveram dar esse nome de lua rosa. Mas a verdade é que ela não vai ficar rosa no céu", explica Lobo. 

"Esse nome vem dos povos do Hemisfério Norte, e são devidas as primeiras rosas da Primavera. Enquanto aqui no Hemisfério Sul nós estamos no Outono, no Norte já é Primavera, por isso que as flores desabrocham antes", complementa. 

O astrônomo explica que dar nomes à Lua era bem comum naquela época. "Na tradição dos povos nativos, tanto da americana quanto da europeia, eles costumavam dar nomes para as luas. Em janeiro, a gente tem a Lua do Lobo, em fevereiro a Lua da Neve, em março a do Verme, e em abril a gente tem a Lua Rosa". 

SUPERLUA OU PERIGEU?

Esta noite, a Lua também vai entrar na fase cheia e há quem chame o fenômeno de "superlua", já que, para alguns, ela parece ainda maior nessa época do ano. Sobre isso, Júlio explica que o termo não é adotado pela astronomia oficial, já que cientificamente o nome correto é Perigeu - o ponto de máxima aproximação da Lua com a Terra, e que faz com que ela pareça maior para quem a observa da perspectiva da Terra. 

"O termo super lua a astronomia oficial não adota, esse é um nome mais midiático. O que nós chamamos é de lua no Perigeu, que está mais próxima da Terra. Só que não dá visualmente para você dizer que ela está maior ou não. Acontece que todo astro que nasce no horizonte, por um sistema de refração atmosférica, parece que fica gigante", comenta. 

Você viu?

A órbita da Lua ao redor da Terra tem forma elíptica - uma forma oval que aproxima e distancia o satélite do planeta. Os cientistas chamam o ponto mais distante dessa elipse de apogeu, e o mais próximo de perigeu.

Acontece que quando a Lua está cheia e em seu Perigeu (superlua), ela pode parecer até 14% maior e 30% mais brilhante ao ser vista da Terra do que no momento do Apogeu.

Apesar disso, Júlio destaca que é praticamente impossível para o olho humano diferenciar uma Lua cheia "comum" de uma  "superlua". Para explicar melhor como ocorre o Perigeu, ele apresenta exemplos do dia a dia e que podem ser aplicados em casa. 

"Quando você pega uma colher e coloca atrás de um copo de água cristalino e faz o movimento de afastar e aproximar a colher, tem hora que você vai ver que a colher fica enorme, e tem horas que ela fica pequena. O leitor também pode fazer um rápido teste hoje à noite: esticar o braço quando a lua estiver nascendo, que ele conseguirá ocultar a lua com o polegar. Após 3h dela ter nascido, quando ela estiver mais alta no céu, repete a mesma coisa e o polegar vai continuar ocultando".  

COMO VER O FENÔMENO?

Júlio ainda explica que a "Lua Rosa" poderá ser vista em Campinas e região a partir das 17h40 desta segunda-feira (26). "Na hora que a lua estiver nascendo, por volta das 17h40, o sol estará se pondo do outro lado, no horizonte Oeste, às 17h45 aproximadamente. Por volta das 17h55, a lua estará um pouco mais alta em relação ao horizonte". 


Já o melhor lugar para vê-la, será onde o observador tenha maior visibilidade do horizonte Leste, lado em que o sol nasce.

"Um lugar que tenha o horizonte livre, que não tenha prédio, que não tenha árvore, e que não tenha nenhuma obstrução. Tem muita gente que mora em prédio alto, e se o prédio tiver visada para o nascente, daí pode ver da sacada de casa. Vai ser uma observação interessante, e o dia aqui na região de Campinas está bonito, com poucas nuvens, e promete belas fotografias", finaliza.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários