Moradores reclamam de sujeira e animais peçonhentos em obra abandonada de Sumaré
Reprodução: ACidade ON
Moradores reclamam de sujeira e animais peçonhentos em obra abandonada de Sumaré

Uma obra abandonada tem incomodado os moradores do Jardim Lucélia, em Sumaré. No local, deveria ter sido construída uma escola pública de educação infantil, mas, ao invés disso, tem dado espaço para o mato alto e abrigado ratos e insetos. 

A construção, que fica na Rua Estados Unidos, recebeu um repasse estadual no valor de R$ 1.664.403,97, e deveria ter sido entregue no primeiro semestre de 2017. Quatros anos se passaram e as obras ainda não foram concluídas. 

"Já faz mais de dois anos que ninguém trabalha aqui, pararam bem antes da pandemia", contou a dona de casa Zelda. 

A moradora lembra que antes da obra ser iniciada, o local era usado para plantações comunitárias. "Aqui era cercado e tinha plantação de mandioca, de banana, café, colorau. Depois mandaram arrancar tudo para fazer a obra, e está assim". 

Além do problema do abandono, os moradores reclamam de entulhos deixados na construção. Isso porque, o terreno onde a obra está localizada é aberto e facilita o descarte irregular de lixo. 

Você viu?

"Aqui tem rato, escorpião e todo o tipo de inseto. O mato e a sujeira atrapalham", relata a dona de casa Júlia dos Santos. Outro fator que preocupa a moradora é que a creche fica ao lado de um posto de saúde. 

"Se na nossa casa ficam os insetos, imagina no posto? A creche abandonada, e o posto aí. É feio para a gente". 

PREVISÃO DE CONCLUSÃO? 

Procurada, a Secretaria de Educação do Estado informou que a responsabilidade da obra é da Prefeitura de Sumaré, e que realizaram várias vistorias ao longo ano que constataram o atraso. Apesar disso, alegam que não receberam respostas da Administração Municipal justificando o motivo do atraso. 

A Prefeitura por sua vez, informou que a empresa contratada por licitação abandonou o projeto em 2019, já com atraso na entrega. Disse ainda que a nova gestão tem tomado providências para a retomada da construção. A Prefeitura, no entanto, não estabeleceu uma previsão de conclusão das obras.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários