Campinas está na fase de transição do Plano São Paulo.
Carlos Bassan / Pref. de Campinas
Campinas está na fase de transição do Plano São Paulo.

A região de Campinas encara essa semana como decisiva, dos quais os indicadores até a próxima sexta-feira (30) podem sinalizar um avanço com mais flexibilizações -, a permanência na atual ou até um regresso, com volta das restrições mais rígidas do Plano São Paulo de flexibilização da economia na cidade

Hoje, todo o Estado está na fase de transição, entre a mais rígida (vermelha) e a com menos restrições (laranja). A atual fase começou no dia 18 deste mês e vale até o dia 2 de maio próximo domingo. A expectativa é que nesta sexta-feira uma nova reclassificação de fase seja feita pelo governo do Estado. Há chances de o Estado voltar a separar as regiões paulistas em diferentes classificações do plano de flexibilização da quarentena.

A atualização de fases analisa os indicadores de cada região do Estado, entre eles a taxa de ocupação de leitos, índice de mortes e novos casos. Se não houver mudanças nas regras, o DRS (Departamento Regional de Saúde) de Campinas poderia avançar para a fase laranja devido aos números atuais. 

Hoje o índice de ocupação de UTIs no DRS de Campinas está em 78%, o que poderia significar o avanço para a fase laranja. Sendo que nesta fase, há a permanência nas regiões com ocupações entre 70% e 80%. O dado é do Seade (Fundação Sistema Atual de Análise de Dados) do Estado de São Paulo. 

MUDANÇAS E REGRAS ATUAIS

Na primeira semana, de 18 a 23 de abril, a flexibilização aconteceu para o setor do comércio, incluindo lojas de shopping, que podem funcionar entre 11h e 19h. Em Campinas, um decreto liberou o comércio de rua a funcionar das 9h às 18h e os shoppings 12h às 20h. Houve autorização também para a realização de cerimônias religiosas (entre 6h e 20h). 

Você viu?

Desde o último sábado (24) além dos estabelecimentos comerciais, puderam voltar a funcionar as atividades ligadas ao setor de serviços como restaurantes e similares (lanchonetes, casas de sucos, bares com função de restaurante), salões de beleza e barbearias, atividades culturais, parques, clubes e academias. 

O horário de funcionamento é das 11h às 19h, com exceção das academias, que poderão abrir por oito horas entre 6h e 19h. 


Veja como estão os outros indicadores da região:

- Leitos UTI covid-19 por 100 mil habitantes: 27 (o nível crítica para regresso à fase vermelha seria abaixo de 3 leitos por 100 mil)
- 433 novos casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias (a fase laranja inclui índices acima de 360 novos casos)
- 61,7 novas internações por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias (a fase laranja inclui índices acima de 60 novas internações)
- 19,8 óbitos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias ( a fase laranja incluí índices acima de 8 óbitos por 100 mil habitantes)
Também são analisados os indicadores de evolução da pandemia, como a incidência de novos casos, óbitos e internações. Nesta semana a variação semanal ficou em queda. Segundo o Seade houve queda de -6,8% de casos, -35,4% de mortes e de internações -12,1%.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários