Último dérbi, disputado em janeiro, terminou empatado por 1 a 1.
Álvaro Júnior/Ponte Preta
Último dérbi, disputado em janeiro, terminou empatado por 1 a 1.

Ponte Preta e Guarani voltam a se enfrentar, nesta quarta-feira (6), a partir 21h, pelo Campeonato Paulista, no Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas, em uma partida que vai celebrar o 199º dérbi da história. O clássico tem um equilíbrio histórico, mas a situação das equipes no atual momento é antagônica. 

Nos últimos cinco jogos, a Macaca venceu apenas um e perdeu quatro partidas. O time tem dez pontos, dois a menos que a Ferroviária, primeira classificada do Grupo B, mas com um jogo a menos.

Já o Guarani vem com um o crescimento de produção nas últimas rodadas. São três vitórias nos últimos quatro jogos. Pontos importantes que deixaram o Bugre na vice-liderança do Grupo D e uma vitória coloca o time nas quartas de final.

VAR

O dérbi será o primeiro entre os dois clubes com o uso do VAR (árbitro de vídeo). Ele será introduzido pela FPF (Federação Paulista de Futebol) a partir das quartas de final do Paulistão, em todos os jogos.

O objetivo da tecnologia é minimizar o erro e auxiliar a arbitragem a não cometer erros graves que, sem o vídeo, passariam despercebidos.

Você viu?

HISTÓRICO

No histórico, o Guarani venceu a Ponte Preta em 67 oportunidades. A Macaca vem na cola querendo mudar o quadro, com 65 vitórias. O clubes não saíram vitoriosos em um dérbi em 65 ocasiões.

Existe apenas uma divergência nas estatísticas, que se referente justamente ao primeiro duelo entre os times. Em 24 de março de 1912, o encontro no campo da Vila Industrial ficou sem registros oficiais.

Sobraram, então, as versões. Do lado alvinegro, a tese é que a Macaca teria vencido por 1 a 0, com gol de Lopes. Já para os bugrinos a partida terminou empatada por 1 a 1.

PONTE PRETA

O técnico da Ponte Preta, Fábio Moreno, terá mudanças.  O lateral-esquerdo Yuri, por exemplo, foi expulso na última partida e está fora do clássico. Por outro lado, Jean Carlos, o meia Renan Mota e o meia-atacante Papa Faye foram liberados pelo departamento médico e ficam à disposição.

Outro que volta é o artilheiro da Ponte Preta com quatro gols, Moisés. Já a principal indefinição envolve o atacante Niltinho, internado desde a madrugada após sentir fortes dores abdominais.

GUARANI

O técnico do Guarani, Allan Aal, fez as duas substituições necessárias , com as saídas do lateral-esquerdo Bidu e do volante Rodrigo Andrade. Os dois estão suspensos automaticamente após terem trocado socos e serem expulsos após a vitória sobre o Novorizontino no último domingo .

Na lateral, o escolhido para ficar com a vaga é Eliel. O jovem cria da base bugrina inclusive havia sido o titular na rodada anterior. A situação deve ser a mesma em relação a Índio para a vaga de Rodrigo Andrade.


FICHA TÉCNICA

Ponte Preta x Guarani

Quando: Quarta-feira (5)
Horário: 21h
Arbitragem: Vinicius Gonçalves Dias Araújo, Daniel Paulo Ziolli e Anderson José de Moraes Coelho
Local: Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas

Ponte Preta

Ygor Vinhas; Felipe Albuquerque (Apodi), Luizão, Ruan Renato e Jean Carlos (Rayan ou Felipe Albuquerque); Dawhan e Vini Locatelli; Apodi (Pedrinho, Thalles ou Renan Mota), Camilo e Moisés; Paulo Sérgio.
Técnico: Fábio Moreno

Guarani
Rafael Martins; Pablo, Thales, Airton e Eliel; Bruno Silva, Índio e Andrigo; Bruno Sávio, Júlio César e Davó.
Técnico: Allan Aal

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários