São Paulo retoma vacinação de grávidas e puérperas a partir de segunda-feira
Reprodução: ACidade ON
São Paulo retoma vacinação de grávidas e puérperas a partir de segunda-feira

O governo do estado de São Paulo anunciou nesta quarta-feira (12) a retomada da vacinação contra a covid-19 em grávidas e puérperas a partir da próxima segunda-feira (17), após a suspensão da imunização com a vacina da AstraZeneca/Fiocruz nesse público ontem (11).

Segundo a gestão Doria, a distribuição das doses da vacina foram remanejadas e, com isso, não haverá interrupção de imunização novamente deste grupo. No total, são cerca de 100 mil mulheres. 

Leia também: Após suspensão da AstraZeneca em grávidas, Campinas orienta gestantes imunizadas a observarem sintomas

De acordo com o estado, o remanejamento foi feito com as vacinas da Pfizer - cujo terceiro lote chega hoje à noite no Aeroporto Internacional de Viracopos - e da Coronavac, do Instituto Butantan. Nesta quarta pela manhã, o Instituto entregou mais de 1 milhão de doses ao Ministério da Saúde. Até o momento, foram 46 milhões de doses entregues.

A vacinação de grávidas e das mães com comorbidades que deram à luz recentemente, um total de 100 mil mulheres acima de 18 anos, estava prevista para começar ontem (11).  A suspensão veio após a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) recomendar que a vacina AstraZeneca não seja usada em grávidas- seguindo a própria bula do medicamento.  

Você viu?

EM CAMPINAS

Em Campinas, a cidade suspendeu a vacinação para o grupo de gestantes na terça-feira. Até então, a vacinação para mulheres grávidas acontecia apenas para funcionárias da área da saúde.  

Segundo a secretaria de Saúde de Campinas, no grupo de grávidas da saúde foram aplicadas doses da Coronavac e da Astrazeneca. O total de grávidas que receberam a vacina da Fiocruz-AstraZeneca, no entanto, ainda não foi divulgado.


"

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários