Proteção produzida pelas vacinas contra a covid-19 tem prazo de validade?
Reprodução: ACidade ON
Proteção produzida pelas vacinas contra a covid-19 tem prazo de validade?

Quanto tempo dura a imunidade produzida pelas vacinas contra a covid-19? Para responder essa pergunta, o ACidade ON Campinas conversou com a infectologista da Unicamp e consultora da Sociedade Brasileira de Infectologia Raquel Stucchi. De acordo com ela, ainda não é possível afirmar um período, mas estima-se que ela dure meses. 

Raquel explica que estudos vêm sendo desenvolvidos por instituições e pelas desenvolvedoras das doses sobre o "prazo de validade" da proteção oferecida pelas vacinas já liberadas para aplicação no país. "Ainda não se sabe por quanto tempo as pessoas que são vacinadas ficam protegidas. Ao que parece ficam por um período de seis a nove meses". 

Ela destaca que a proteção contra a doença se dá duas semanas depois da segunda dose, mas ressalta que nenhuma das vacinas desenvolvidas garante 100 % de proteção. Especula-se ainda a necessidade de uma terceira dose para reforços vacinais e para aumentar a proteção contra a covid e as suas diferentes mutações. "Mas isso ainda está sendo avaliado para as diversas vacinas".  

LEIA TAMBÉM:
Será necessária uma 3ª dose da vacina contra a covid-19?
Campinas abre agendamento de vacina para quem tem 50 anos e comorbidades

CONTROLAR O VÍRUS 

O anseio de cientistas e população em geral é eliminar o vírus que já vitimou milhares e que impactou a economia mundial. Mas como eliminá-lo? É possível acabar com a pandemia? Sobre isso, Raquel pontua que a melhor arma para vencer o cenário pandêmico é a vacinação em massa. 

Você viu?

"Apesar da vacina não ter um prazo de proteção longo, se nós vacinarmos ao mesmo tempo uma porcentagem grande da população, a gente consegue diminuir a circulação do vírus e consegue controlar a pandemia, assim como temos visto em Israel e Estados Unidos". 

Mas, a perspectiva para o Brasil é de uma vacinação lenta e de um fim ainda distante para a pandemia. "A preocupação no Brasil é que a vacinação está muito lenta e a perspectiva do Ministério da Saúde é de uma vacinação mais completa só no final do ano. Então o controle da pandemia no nosso país está mais difícil da gente ter uma perspectiva", comenta.  

Veja mais noticias sobre vacinação AQUI

VACINA ANUAL 

Com a vacinação em passos lentos e com o prazo de validade da vacina ainda em estudo, Raquel acredita que já em janeiro do ano que vem será necessário vacinar novamente aqueles que completaram a imunização em janeiro desse ano. Ou seja, é possível que a vacinação contra a covid-19 se torne uma campanha anual, assim como a da gripe. 

"Agora se as doses anuais serão com duas doses novamente, ou se vai ser uma dose só, isso também a gente não sabe. Mas, possivelmente, o tempo de proteção da vacina não vai durar um ano e a gente vai precisar refazer esquemas. É possível também que para o ano que vem a gente tenha novas vacinas e que possam ser aplicadas em dose única. Temos que aguardar".

"

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários