Homem é preso por agressão e maus-tratos a própria mãe em Campinas
Reprodução: ACidade ON
Homem é preso por agressão e maus-tratos a própria mãe em Campinas

Um homem foi preso em flagrante da noite de ontem (18) em Campinas, após agredir a própria mãe, uma idosa de 79 anos. O caso aconteceu no bairro Jardim Chapadão. 

A Polícia Militar foi acionada por uma vizinha, que relatou já ter ouvido gritos e pedidos de socorro vindos da casa outras vezes. Assim que a equipe chegou ao local, encontrou a casa bagunçada e suja, com comida podre e em más condições. Moravam somente mãe e filho no local.

Segundo os policiais, a idosa admitiu que vinha sendo agredida pelo filho. De acordo com o relato, o homem teria a agredido com enforcamento, puxões de cabelo e arremesso de coisas. Ele foi preso em flagrante e segundo a PM estava visivelmente alterado.

"Ela mesmo disse que ele tinha enforcado ela, batido, tacado chinelo no rosto, puxado o cabelo e estava passando mal. E vimos a casa em um estado completamente deplorável, com cômodos bagunçados, comida podre em cima da mesa, no banheiro faziam necessidades em um balde, tomava banho em uma água suja", relatou o soldado Anderson Araújo.

A idosa relatou que tem doença cardíaca e pressão alta, e que as agressões eram constantes. O agressor e a vítima foram levados para a 2ª DDM (Delegacia de Defesa a Mulher). Ele foi preso em flagrante por violência doméstica e maus tratos. A idosa recusou atendimento médico.  


Você viu?

OUTROS CASOS 

Casos de maus tratos e violência doméstica têm sido vistos constantemente na região. Em março, uma idosa de 91 anos foi resgatada pela Polícia Militar e Corpo de Bombeiros de uma casa no Jardim das Oliveiras, em Campinas. Segundo a polícia, a senhora apresentava sinais de desidratação e não conseguia se mexer.  


Também nesse ano, uma mulher de 64 anos foi detida acusada de maus-tratos a um idoso de 65 no bairro Lenheiro, em Valinhos. O homem foi encontrado nu e deitado em um colchão sujo na residência. 

"A denúncia é essencial. Vemos casos recorrentes e é importante os vizinhos, os parentes intervirem", indicou o soldado. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários