Sala de aula do Cotuca, colégio técnico da Unicamp
Divulgação/Unicamp
Sala de aula do Cotuca, colégio técnico da Unicamp

O Cotuca (Colégio Técnico de Campinas) da Unicamp anunciou, nesta quinta-feira (20), que o processo seletivo 2022 ocorrerá no formato presencial esse ano. O anúncio foi feito pela Comissão do Exame de Seleção do Colégio, que garantiu que todos as regras sanitárias serão seguidas durante a realização das provas. 

O último processo seletivo para os ingressantes em 2021 aconteceu a partir de análise de histórico escolar devido às restrições causadas pela pandemia de Covid-19. Anualmente, em torno de 5 mil candidatos se inscrevem no Vestibulinho do Cotuca. 

No entanto, a comissão informa que, devido ao cenário sanitário, não serão permitidas as inscrições de "treineiros" - alunos que não completarão o ensino fundamental em 2021. O edital com detalhes para inscrição dos candidatos deverá ser divulgado no início de agosto. 

A instituição destaca que um Comitê de Crise - covid-19 orientará todos os protocolos de segurança para o dia da prova. " Neste ano temos a experiência da Comvest como exemplo e expectativa de evolução no número de vacinados", lembra a diretora do Cotuca, professora Vanessa Petrilli Bavaresco. 

Você viu?

A PROVA 

A prova é composta por questões objetivas e uma redação. Para esta edição, em especial, a Comissão Acadêmica do Exame organizará um modelo que permitirá reduzir o tempo de duração, bem como redefinir os conteúdos programáticos que serão solicitados.

Os interessados devem aguardar o dia 20 de junho, quando a Comissão pretende disponibilizar informações sobre as provas no site do Cotuca.


Os critérios de seleção serão baseados em um sistema de classificação que contemplará a ampla concorrência e percentuais mínimos para cotas étnico-raciais voltadas a estudantes autodeclarados pretos, pardos ou indígenas, oriundos de escolas públicas.

Além disso, também haverá classificação por cotas sociais voltadas a estudantes que cursaram o Ensino Fundamental II (do 6o ao 9o ano) integralmente na escola pública.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários