Projeto que tramita na Alesp classifica Campinas como Município de Interesse Turístico
Reprodução: ACidade ON
Projeto que tramita na Alesp classifica Campinas como Município de Interesse Turístico


Um PL (Projeto de Lei) que tramita na Alesp (Assembleia Legislativa de São Paulo) classifica a cidade de Campinas como MIT (Município de Interesse Turístico). Caso a cidade seja aprovada dentro da definição, poderá receber receber recursos anuais do governo do Estado para investimentos na infraestrutura turística da cidade.

Os montantes são liberados mediante a apresentação de convênios para obras de infraestrutura turística com o Dadetur (Departamento de Apoio ao Desenvolvimento dos Municípios Turísticos da Secretaria Estadual de Turismo) e aprovação do Conselho Municipal de Turismo de cada cidade, além do aval do Conselho de Orientação e Controle. Na RMC (Região Metropolitana de Campinas), Pedreira é considerada como MIT.

Você viu?

Segundo o deputado Gilmaci Santos (Republicanos), autor da proposta, Campinas possui os requisitos exigidos por lei para ser reconhecida como Município de Interesse Turístico. A existência de um Plano de Desenvolvimento Turístico é um dos principais fatores que credencia a cidade a ser classificada como MIT.  

Uma pesquisa realizada para a elaboração do plano apontou que as pessoas com idades entre 18 e 45 anos representam 71,08% dos visitantes e, quando somamos os dois principais motivos da visita, verifica-se que 59,12% são atraídos por negócios e eventos o que mostra que este segmento é o que mais movimenta a economia local. Parte desse público tem como opção de lazer a gastronomia e a cultura. 

"Nossa meta é aumentar a competitividade turística de Campinas, organizar e qualificar a oferta cultural, de lazer e entretenimento, para ampliar os serviços para a comunidade e para o turista de negócios", disse o prefeito Dário Saadi.

Para a secretária de Desenvolvimento Econômico, Social e de Turismo, Adriana Flosi, o turismo sempre teve relevância como uma atividade econômica, especialmente o turismo de negócios. A cidade, no entanto, segundo ela, tem outros segmentos que demonstram o potencial turístico, como gastronomia, cultural, aventura, rural, religioso, compras, tecnologia e inovação.



De acordo com a secretária, ser município de interesse turístico é meta muito clara e definida pelo Município, mas acessar outros recursos de programas nacionais e internacional será necessário para elevar a oferta turística a um patamar de excelência. A classificação da cidade será importante, na sua avaliação, para fomentar a retomada do desenvolvimento econômico.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários