CPI da covid no Senado convoca empresário de Campinas Carlos Wizard
Reprodução: ACidade ON
CPI da covid no Senado convoca empresário de Campinas Carlos Wizard

O empresário de Campinas Carlos Wizard foi convocado nesta quarta-feira (26) a prestar depoimento na CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da covid-19 do Senado Federal. A Comissão investiga as ações do governo federal no combate à pandemia de covid-19 no Brasil.   A CPI convocou hoje também governadores e novamente o ex-ministro Pazuello e o atual ministro Queiroga a prestarem depoimento (leia mais abaixo).

A reunião da CPI começou por volta de 10h de hoje e uma votação determinou que o empresário de Campinas, que é considerado próximo ao governo de Jair Bolsonaro (sem partido), preste esclarecimentos sobre a existência de um "ministério paralelo".

Esse "gabinete paralelo" seria responsável pelo aconselhamento extraoficial do Governo Federal, incentivando medidas como a utilização de medicamentos sem eficácia comprovada e apoio a teorias como da imunidade de rebanho.

Na gestão do ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello, o empresário chegou a ser anunciado como secretário de Ciência e Tecnologia do Ministério da Saúde. No entanto, ele acabou não assumindo o cargo. A data do depoimento de Wizard ainda não foi marcada.  

Procurada, a assessoria do empresário disse que não vai comentar a decisão da CPI do Senado.

Você viu?

MAIS CONVOCAÇÕES

A CPI da Pandemia também aprovou nesta quarta-feira a convocação de nove governadores e do ex-governador do Rio de Janeiro Wilson Witzel para depor sobre suspeitas de desvio de recursos destinados ao combate ao coronavírus em estados e capitais.

Os senadores também aprovaram a reconvocação do ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello e do atual chefe da pasta, Marcelo Queiroga, entre outros nomes. Os depoimentos ainda serão agendados.

Foram chamados apenas chefes de Executivos estaduais citados em investigações da Polícia Federal. Também foram convocados Wilson Lima (AM), Hélder Barbalho (PA), Ibaneis Rocha (DF), Mauro Carlesse (TO), Carlos Moisés (SC); Antônio Garcia (RR), Coronel Marcos Rocha (RO) e Waldez Góes (AP) e Wellington Dias (PI), além do ex-governador do Rio de Janeiro Wilson Witzel e a vice-governadora de Santa Catarina, Daniela Reinehr. 

PAZUELLO E QUEIROGA

Também hoje, os senadores aprovaram a reconvocação do ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello e do atual chefe da pasta, Marcelo Queiroga. Os depoimentos ainda serão agendados.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários