Falta de insumos deixa CSs em Campinas sem exames de glicemia e Rh na gestação
Reprodução: ACidade ON
Falta de insumos deixa CSs em Campinas sem exames de glicemia e Rh na gestação

A rede pública municipal de Saúde de Campinas não está realizando os exames de glicemia em jejum e fator Rh na gestação. A previsão é que tudo se normalize apenas nas próximas semanas, mas não há um prazo definido para tudo voltar.

Ambos os casos, a coleta é feita no CS (Centro de Saúde) de referência e encaminhado ao laboratório para conhecer o resultado. O acompanhamento também é feito na unidade básica de saúde.

No caso da glicemia em jejum, o exame não está sendo feito por falta de tubo para coleta de exame. A Secretaria de Saúde não informou o motivo pelo qual o exame de fator Rh na gestação não ser realizado na cidade.

Você viu?

EXAMES

O exame de glicemia em jejum serve para medir o nível da glicose na circulação sanguínea do paciente. O exame é utilizado para investigar possíveis casos de diabetes e para controle da doença.

O exame de fator Rh na gestação é necessário para investigar se há risco de desenvolvimento da eritroblastose fetal, também chamada de doença hemolítica do recém-nascido, em um parto futuro.

A reportagem questionou a média de pessoas que fazem esse exame por mês, mas não houve retorno por parte da Prefeitura.


OUTRO LADO

A Secretaria de Saúde foi procurada e informou que os exames estão suspensos por conta de um problema na licitação para a compra dos insumos utilizados nos procedimentos.

"Os novos processos estão em andamento e nas próximas semanas os dois exames estarão normalizados", informou em nota.

Ainda segundo a Pasta, a rede tem utilizado o exame de glicemia capilar (furo no dedo para verificar a dosagem de glicose no sangue).

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários