Vacinação de trabalhadores de Viracopos foi adiada.
Divulgação/Aeroporto de Viracopos
Vacinação de trabalhadores de Viracopos foi adiada.



A Secretaria de Saúde de Campinas informou que adiou o início da  vacinação contra a Covid-19 dos aeroviários (trabalhadores do transporte aéreo) do Aeroporto Internacional de Viracopos, e que a imunização dos profissionais está prevista para começar neste sábado (29).

Anteriormente, o Governo do Estado de São Paulo havia dito que a imunização começaria nesta sexta , mas houve uma mudança nos planos em relação ao terminal de Campinas. Nos aeroportos de Guarulhos e Congonhas, ambos na capital, a previsão é de que o início hoje seja mantido. 

Segundo a concessionária Aeroportos Brasil Viracopos, cerca de oito mil pessoas de toda a comunidade aeroportuária serão vacinados.  Esta lista compreende, além dos quase mil funcionários da concessionárias, trabalhadores de companhias aéreas, órgãos públicos e de empresas prestadoras de serviços com base em Viracopos. 

A lista inclui profissionais de segurança publica, como policiais que atuam nas delegacias e batalhão do aeroporto, e que provavelmente já foram vacinados, visto que a imunização para esse grupo já começou no início de abril.

Você viu?

De acordo com Prefeitura, o início da vacinação para sábado foi definido durante uma reunião na tarde de ontem (27). Mais detalhes da logística serão divulgados durante esta esta sexta-feira.

DOSES

Ao todo, o governo estadual prevê 19 mil trabalhadores contemplados na soma dos três aeroportos.  A Secretaria de Estado da Saúde divulgou ontem (27) que encaminhou 4,7 mil doses de vacinas para a vacinação dos aeroviários de Campinas. A medida que o Ministério encaminhar mais doses ao Estado a vacinação será ampliada e novos públicos serão incluídos.

A Pasta também informou que solicitou ao Programa Nacional de Imunização doses extras para vacinar a totalidade dos trabalhadores do transporte aéreo.

"Cabe às Prefeituras aplicar nos públicos, bem como administrar a segunda dose em tempo oportuno", diz a Secretaria do Estado.


Segundo a coordenadora geral do Plano Estadual de Imunização, Regiane de Paula, as doses enviadas atualmente não são suficientes para vacinar todo o público alvo das duas categorias, e a secretaria de da Saúde já solicitou ao Ministério da Saúde mais doses de vacinas para completar a imunização deste novo público-alvo.

"Pelo próprio Programa Nacional de Imunização agora estamos incluindo os trabalhadores do transporte aeroviários, dos aeroportos de Guarulhos, Congonhas e Viracopos, que são 19 mil pessoas. Eu quero ressaltar, que esse quantitativo de doses não é suficiente para a gente possa concluir a vacinação de todos os trabalhadores. Precisamos de mais doses de vacina", disse Regiane. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários