Campinas vai intensificar fiscalização de covid-19 em feriado prolongado
Reprodução: ACidade ON
Campinas vai intensificar fiscalização de covid-19 em feriado prolongado

A Prefeitura de Campinas informou nesta segunda-feira (31) que vai ampliar a fiscalização contra a Covid-19 no feriado prolongado de Corpus Christi para verificar o cumprimento de medidas sanitárias no município e impedir festas ilegais. A ação começará na quarta-feira (2) à noite e será voltada para regiões com concentração de bares, como o Cambuí. No último fim de semana, um morador flagrou bares lotados no bairro.

Já no fim de semana anterior, uma casa noturna também no Cambuí registrou aglomeração de clientes, com vídeos mostrando a situação divulgados pela balada e pelos frequentadores. Na quinta-feira (27), a Pink Elephant foi autuada pelo Devisa (Departamento de Vigilância em Saúde) de Campinas por falta de apresentação de licença sanitária e alvará de uso e funcionamento.

Segundo o secretário de Cooperação nos Assuntos de Segurança Pública de Campinas, Christiano Biggi, o patrulhamento da Guarda Municipal no feriado prolongado será para coibir esse tipo de evento ilegal.

"Nós intensificaremos o patrulhamento com equipes em regiões onde há maior concentração de bares, como o Cambuí, e em outros locais onde há uma demanda recorrente sobre ocorrências de aglomeração. Também estaremos atentos às chácaras onde são realizadas festas clandestinas", disse.

Biggi também alertou que festas em condomínios serão fiscalizadas e que é importante a população colaborar denunciando situações de descumprimento das medidas sanitárias contra a pandemia (veja como fazer abaixo). 

SANÇÕES

Em Campinas, festas clandestinas no município podem sofrer diversas sanções durante as fases mais restritivas da pandemia de covid-19, entre elas multa de até 18,9 mil para os envolvidos. Atualmente, a região de Campinas e todo o estado de São Paulo está na fase de transição do Plano São Paulo, que não permite eventos como baladas.

Nesta fase, válida até o dia 14 de junho, o horário de funcionamento de comércios e serviços é das 6h às 21h e a capacidade de ocupação dos estabelecimentos comerciais de 40%.

Você viu?

TOQUE DE RECOLHER

A Prefeitura também divulgou nesta segunda-feira (31) que abordou 1.262 pessoas durante a operação Toque de Recolher no último final de semana, entre as 21h da sexta-feira, 28 de maio, e as 5h de hoje. Os setores de fiscalização da Prefeitura estiveram em 445 estabelecimentos comerciais e dez foram lacrados por desrespeitarem as normas sanitárias contra a pandemia.

Nestes últimos sábado e domingo, um total de 760 veículos foram abordados pelas equipes durante o Toque de Recolher. Na sexta-feira, foram 311 veículos, e 470 pessoas orientadas sobre as medidas de contenção; 232 no sábado, com 369 pessoas orientadas; e 217 veículos de domingo para segunda-feira, com mais 423 pessoas abordadas pelos guardas municipais.

As fiscalizações mobilizaram servidores da Secretaria de Planejamento e Urbanismo (Seplurb), Serviços Técnicos Gerais (Setec), Vigilância Sanitária, do Devisa, Defesa Civil e Procon (Defesa de Proteção ao Consumidor), com apoio da Guarda Municipal. 

LACRAÇÕES

Dos 445 estabelecimentos comerciais fiscalizados no fim de semana, houve dez lacrações por descumprimento de medida sanitária. Nove bares foram lacrados na sexta-feira durante uma ação, coordenada pela Vigilância Sanitária, que percorreu 60 bares em diversos bairros e mobilizou 60 profissionais, divididos em cinco equipes.

Essa operação teve início às 21h nos bairros Cambuí, Taquaral, Jardim Nossa Senhora Auxiliadora Jardim Londres, Jardim Campos Elíseos, Jardim Leonor, Parque das Universidades e Parque Universitário de Viracopos, e contou com a participação do Procon, Seplurb, Setec, Defesa Civil, Guarda Municipal e Polícias Civil e Militar.


Outros dez comércios foram fechados pelos fiscais, seis no sábado e quatro no domingo, por diversas irregularidades encontradas nas vistorias do fim de semana.

DENÚNCIAS

As denúncias podem ser feitas pelo telefone 153, da Guarda Municipal, e pelo 156. A Prefeitura informou ainda que realiza ações contínuas e sistemáticas de fiscalização, tanto em operações individuais de rotina de cada órgão quanto ações conjuntas contra a covid-19.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários