Confira fotos do 1º dia das barreiras sanitárias em Campinas
Reprodução: ACidade ON
Confira fotos do 1º dia das barreiras sanitárias em Campinas

Campinas começou no final da tarde de ontem (2) as ações das barreiras sanitárias em vias de entrada do município durante o feriado prolongado de Corpus Christi, comemorado hoje. As ações das polícias e da Guarda Municipal começaram por volta das 18h e uma delas ocorreu na Avenida Prestes Maia, no Jardim do Trevo, que dá acesso de importantes rodovias ao município. Lá, veículos foram parados para blitz da GM.

A medida ocorre por conta da preocupação do aumento no número de casos de covid-19, internações e mortes por conta da pandemia. Além de Campinas, as barreiras acontecem nas 20 cidades da RMC (Região Metropolitana de Campinas). As ações acontecem até o próximo domingo, dia 6. 

As ações continuam hoje em locais não divulgados pela Prefeitura que também faz blitz da Operação Toque de Recolher para evitar festas clandestinas na cidade (leia mais aqui)

VEJA ABAIXO AS FOTOS DO PRIMEIRO DIA DA AÇÃO




REFORÇO DAS POLÍCIAS

A Polícia Militar já adiantou que vai intensificar o patrulhamento preventivo em endereços já conhecidos por festas clandestinas em toda a RMC e a Polícia Civil também informou que irá reforçar os plantões das delegacias para dar assistências em caso de detenções relacionadas a organizadores de festas clandestinas (leia mais abaixo).

As Administrações informaram que também vão intensificar o trabalho de conscientização junto à população. Caso os números não retrocedam, os prefeitos poderão se reunir novamente já no início da próxima semana para discutir a adoção de medidas mais restritivas.

REUNIÃO

Para definir detalhes das barreiras sanitárias e do trabalho de fiscalização contra festas clandestinas, a Agemcamp (Agência Metropolitana de Campinas), por meio da Câmara Temática de Segurança, realizou na manhã de hoje uma reunião virtual com secretários e diretores ligados à área da segurança de cada um dos 20 municípios. Representantes da Polícia Militar e da Polícia Civil também participaram do encontro.

O delegado José Henrique Ventura, diretor do Deinter-2 (Departamento de Polícia Judiciária), ressaltando o crime praticado pelos organizadores de festas clandestinas.

"Quem organiza essas aglomerações e é flagrado, responde criminalmente dentro do artigo 268 do Código Penal, que prevê detenção de 1 mês a 1 ano e multa. Por isso, dentro do que cabe à Polícia Civil, vamos reforçar os plantões que os organizadores destas festas eventualmente flagrados sejam enquadrados no artigo 268, por infringir determinação do poder público destinada a impedir a propagação de doença contagiosa", explicou Ventura.

Chefe da Divisão Operacional do CPI-2 (Comando de Policiamento do Interior), a major Rita de Cássia Pereira, afirmou que a Polícia Militar também vai atuar intensificando o patrulhamento preventivo em endereços já conhecidos por festas clandestinas em toda a RMC. "Vamos expedir um comunicado a todos os nossos batalhões, para que todo apoio necessário seja dado às prefeituras e atuaremos preventivamente contra a realização destas festas", garantiu ela.

"

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários