Guarda Municipal encerra festa rave com 1 mil pessoas em Sumaré
Reprodução: ACidade ON
Guarda Municipal encerra festa rave com 1 mil pessoas em Sumaré


A Guarda Municipal de Sumaré interrompeu na noite de ontem (27) uma rave com mais de 1 mil pessoas
. A festa acontecia no bairro Chácaras Monte Alegre. De acordo com a corporação, o evento começou de manhã e foi encerrado à noite. Durante a operação, outras três festas clandestinas também foram encerradas.

Segundo o secretário de Segurança Pública de Sumaré, a equipe chegou a vistoriar o local da rave de manhã, impedindo o início da festa no horário marcado. No entanto, o evento aconteceu mesmo após a vistoria.

"Pela manhã, a fiscalização chegou a tempo, impedindo o início da festa e, à noite, em nova operação, encerramos esse mesmo evento que reunia aproximadamente mil pessoas, encaminhando os responsáveis ao plantão policial", explicou Ricardo Zequin . 

A estrutura do local chamou a atenção da equipe. Em vídeos, é possível ver centenas de pessoas aglomeradas, dançando, bebendo e sem máscara. Todos os ambientes da chácara estavam lotados.



"A estrutura era gigantesca. Havia mais de 1 mil pessoas no local, todas bebendo, dançando, curtindo, como se não houvesse pandemia. 90% das pessoas estavam sem máscaras. O pessoal está fazendo festas e eventos sem se importar com nada", disse o coordenador da Guarda Municipal de Sumaré Alexandre Ricardo dos Anjos. 

Você viu?

Três pessoas foram detidas e encaminhadas à delegacia, entre elas o organizador e um homem que fazia parte da segurança.

FISCALIZAÇÕES 

Ainda na noite de ontem, a Guarda Municipal também fechou um pesqueiro, ao lado da chácara da rave, onde seria realizado um forró. Além dele, outros dois locais de festa foram vistoriados e os eventos encerrados, sendo um no bairro Parque Yolanda, onde acontecia um pagode com 300 pessoas, e outro evento sertanejo em uma casa noturna.

BALANÇO

De acordo com balanço da GCM, ao todo a força-tarefa contra o coronavírus do fim de semana resultou em 8 averiguações de perturbação do sossego e 13 ocorrências de descumprimento do decreto em Sumaré. As equipes também fiscalizaram e "baixaram as portas" finalizando o atendimento em 21 estabelecimentos comerciais, resultando na elaboração de 3 autos de imposição de penaldiade, no valor de R$ 16 mil cada.  

Cerca de 1.800 pessoas que estavam nesses locais foram orientadas por meio de abordagens educativas e 12 foram apresentadas ao plantão policial de Sumaré, entre testemunhas e responsáveis pela realização de eventos com aglomeração.

"

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários