Americana adota termo de desistência para moradores que escolherem vacina
Reprodução: ACidade ON
Americana adota termo de desistência para moradores que escolherem vacina


A Prefeitura de Americana vai adotar uma "punição" aos moradores da cidade que escolherem a marca da vacina contra a covid-19. Segundo a Administração, caso a pessoa recuse a vacina de determinado fabricante no momento da imunização, terá que assinar um termo de desistência se responsabilizando pela escolha. 

De acordo com a Prefeitura, a medida começou a valer na quinta-feira (1º) e foi adotada após a secretaria de Saúde notar a recusa de parte de moradores. Na última segunda-feira (29), por exemplo, a Administração contabilizou 30 moradores que se recusaram a receber vacina por querer escolher o fabricante. Ainda não há um balanço total, mas a Saúde afirma que é uma atitude vista com certa frequência. 

Segundo a secretaria, após a recusa não haverá nova previsão para que a pessoa seja imunizada, mas a medida não colocará o morador no fim da fila, como é o caso de outras prefeituras do estado. 

"Pela perspectiva de proteção do município constituímos esse termo de recusa, não é um termo que tenha algum sanção para o munícipe, a pessoa não vai para o fim da fila, não fica com CPF bloqueado para vacinação, mas é um termo que a pessoa confirma que está recusando uma vacina que está disponível. É uma questão educativa", explicou o secretário de saúde, Danilo Carvalho Oliveira. 

Segundo Oliveira, o objetivo é conscientizar os moradores e ainda proteger no aspecto legal a Prefeitura. 

Você viu?

"Ele é importante para a Prefeitura para ter o quantitativo documentado e pensando que se amanhã essa pessoa tentar agendar e não conseguir, podemos mostrar que essa pessoa teve a oferta garantida mas recusou", completou. 

Vale ressaltar que todas as vacinas aprovadas e em uso no Brasil possuem a eficácia comprovada e são seguras. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários