Comércio de Campinas passa a funcionar em novo horário a partir de sexta-feira (09).
Carlos Bassan / Pref. de Campinas
Comércio de Campinas passa a funcionar em novo horário a partir de sexta-feira (09).

A Prefeitura de Campinas divulgou na tarde desta quarta-feira (7) que vai ampliar o horário e capacidade de funcionamento do comércio e de serviços não essenciais a partir desta sexta-feira (9), seguindo as regras estaduais determinadas hoje pelo governo Doria (PSDB).

Com a mudança, o horário de fechamento passa a ser 23h e a capacidade de ocupação dos lugares vai para 60%. A medida inclui todos os setores da economia, como restaurantes, comércio, shoppings, salões de beleza, academias e serviços de um modo geral. O toque de recolher passa a vigorar das 23h às 5h.

O decreto será publicado na edição de amanhã (8) do Diário Oficial do Município. Atualmente, o horário vai até as 21h e a capacidade máxima é de 40%.

Segundo a Administração, a decisão foi tomada hoje pelo prefeito Dário Saadi, após avaliação da situação epidemiológica feita pela secretaria Municipal de Saúde e pelo Devisa (Departamento de Vigilância em Saúde) e do avanço da vacinação na cidade. Mais de 55% da população adulta já foi vacinada com a primeira dose.

Apesar da medida, o prefeito Dário Saadi reforçou que é preciso manter os cuidados, como o uso de máscara, o distanciamento e a higiene das mãos. A operação Aglomeração Zero continuará a ser feita nos finais de semana.

Você viu?

NO ESTADO

Segundo o governador João Doria (PSDB), a medida de flexibilização da quarentena foi amparada após melhora dos indicadores da pandemia no Estado. Apesar de manter a fase de transição e flexibilizar regras, a recomendação é que em cidades com índices ainda em alerta, os prefeitos mantenham restrições.

"A autorização passa das 21h para às 23h. Isso inclui bares, restaurantes, padarias, comércios e serviços. Com a queda dos indicadores vamos estender para mais duas horas, e vamos aumentar a permissão, de 40 para 60%, mantidas todas as demais cautelas e protocolos sanitários", disse Doria.

No caso de shoppings, comércio e restaurante, o acesso é autorizado até às 22h. No entanto o encerramento das atividades é autorizado até 23h. "O funcionamento ganha duas horas adicionais. Tem a regra do último pedido, até às 22h para que a saída seja feita até às 23h", explicou a secretaria de Desenvolvimento Econômico, Patrícia Ellen.


O QUE VALIA

Desde abril, todo o Estado de São Paulo está na fase de transição do Plano São Paulo, que permitia até então o funcionamento de todos os setores da economia, mas com limitações. Comércio e serviços, por exemplo, funcionam atualmente entre 6h e 21h, em 40% da capacidade. Ainda havia um toque de recolher diário entre 21h e 5h.

A fase de transição começou a valer no dia 18 de abril, e tinha previsão de duração de apenas duas semanas.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários